Willian Bigode é um ótimo jogador, mas não é centroavante

Depois de duas boas apresentações do Palmeiras com o Willian Bigode no comando do ataque, a tentação de pedir a efetivação do atacante como centroavante do Verdão é enorme.

Apesar de esforçado, o Miguel Borja deixa muito a desejar. Ele até faz os seus gols, mas contribui pouco para o coletivo do time, algo que considero vital no futebol moderno. Jogador que apenas faz uma função em campo acaba sacrificando alguma outra peça do elenco. É assim nos dias de hoje.

Isso não quer dizer, no entanto, que o colombiano tenha que ir para o banco de reservas. Ele não é (e jamais será) o craque que muita gente insiste em ver nele, mas é o único centroavante que temos. Deyverson é muito gente fina, mas não dá mais.

Acredito que o Bigode pode continuar contribuindo muito com o time como segundo atacante. Se ele for mais efetivado como centroavante e não der certo, teremos mais um Lucas Lima entre os titulares. Não dá.

Por falar em Lucas Lima, será que ele vai usar o estádio de Itaquera para calar os críticos? Já passou da hora.

O mais importante é que, seja como for, o técnico Roger Machado está conquistando os resultados e fazendo o time jogar na hora certa. O elenco está aí justamente para isso, para que as melhores peças sejam utilizadas, e que os objetivos sejam alcançados. É isso aí!

Abraço a todos!