Weverton elogia Prass, mas chega para brigar pela titularidade

Camisa 21. Exatamente o contrário do número 12, usado pelo São Marcos. É assim que o Weverton vê a numeração da sua camisa aqui no Palmeiras.

Na sua apresentação, o novo goleiro do Palmeiras concordou que não fez uma boa temporada em 2017, mas garantiu que vai trabalhar muito para dar a volta por cima neste ano. Tudo isso, claro, respeitando o ídolo Fernando Prass.

Todos sabem da importância do Prass para o grupo, para o clube, por toda a sua história. Penso que a história nunca vai ser apagada, o torcedor vai olhar sempre com carinho. Mas estamos começando ano, novo treinador, nova forma de trabalho, e tudo pode acontecer”, disse Weverton.

A missão do Weverton aqui no Palmeiras não é simples. Ele chega para disputar posição com o Fernando Prass e também com o Jaílson, ambos muito identificados com a torcida palmeirense. Ele é um bom goleiro, mas vai ter jogar muito bem e espantar a desconfiança da torcida!

O zagueiro Emerson Santos também foi apresentado hoje. Muitos simples, o jogador de 22 anos estava emocionado e chegou a chorar enquanto respondia a uma pergunta ao lado do Weverton.

Claro que ele foi contratado para “compor elenco” mas, com o Yerry Mina com os dois pés praticamente no Barcelona, o zagueiro pode até pensar em ser titular no Verdão. Confesso que não me lembro de vê-lo atuando pelo Botafogo.

Boa sorte a eles!