Vitória mantém Verdão na luta pelo título

Foi uma vitória suada, em partida sem muita técnica, típica de fase final de campeonato importante. O importante, obviamente, fica por conta de mais três pontos em nosso ativo, e a manutenção da luta pelo título, nas seis partidas que nos restam. Com gol de Alex Mineiro de pênalti, o Palmeiras venceu o Goiás pela contagem mínima no estádio Palestra Itália, com platéia de aproximadamente 14 mil pessoas. Conquista merecida, apesar dos pesares.

Jogando de forma extremamente defensiva, o time treinado por Hélio dos Anjos conseguiu segurar durante algum tempo o Verdão, cujo meio de campo mais uma vez não se mostrava criativo. A primeira boa jogada ocorreu aos 21 minutos, quando baixou o Gerson Canhotinha de Ouro no Alex Mineiro, com passe milimétrico que colocou Diego Souza na cara do gol.

O atacante, no entanto, mandou a bola nas piscinas. Aos 26 minutos, Kleber foi derrubado na área, quando tentava cabecear uma bola que vinha de um cruzamento. Pênalti claro, que Wagner Tardelli não titubeou em dar. Sem paradinha, Alex Mineiro cobrou no canto esquerdo de Harlei, que pulou certo, mas não conseguiu impedir a abertura do marcador, aos 27 minutos.

Com o placar a seu favor, o Verdão vacilou aos 11 minutos da etapa final, e Rafael Marques exigiu boa defesa de Marcos, ao cabecear com força. Aos 16 minutos, Evandro cobrou falta com categoria e Harlei espalmou. Dois minutos depois, em falha clamorosa da defesa alviverde, Iarley ficou na cara do gol, mas Marcos saiu com decisão e impediu o gol. As entradas de Sandro Silva e Denílson, nos lugares de Evandro e Alex Mineiro, deram um pouco mais de gás ao time de Luxemburgo, que soube manter a bola longe de sua área. 

O último bom lance ocorreu em jogada de Diego Souza, que veio desde o meio-campo, mas, fominha, tentou chutar e mandou para fora, aos 34 minutos, sendo substituído por Maicosuel um minuto depois. A seis rodadas do final, o Palmeiras iguala a pontuação que fez em todo o Brasileirão 2007, e já com uma vitória a mais do que na campanha do sétimo lugar obtido pelo técnico Caio Júnior.