Vitória e vaga garantida na Libertadores

Se não fossem alguns tropeços e vacilos durante o campeonato, o Palmeiras estaria ainda na briga pelo título. Não deu, mas pelo menos o outro objetivo da temporada, a conquista da vaga direta para a Libertadores foi assegurada nesta quinta-feira, depois de uma goleada sobre o Sport.

Sem poder contar com o Mayke, Valentim improvisou o Jean na ala direita. No meio-campo, o Felipe Melo começou como titular e na zaga, Luan fez dupla com o Edu Dracena.

Apesar das mudanças, a apatia do grupo foi a mesma apresentada em outras rodadas. Quem garantiu o 0x0 na primeira etapa foi o Fernando Prass, que fez boas defesas e ainda contou com a sorte. Incrível o número de oportunidades desperdiçadas pela equipe pernambucana, principalmente com o Diego Souza que tantos queriam por aqui.

Como quem não faz, toma. Para o segundo tempo, no entanto, o Palmeiras voltou melhor e abriu o placar logo no início, com um gol ilegal do Deyverson, que estava um pouco à frente da linha da bola.

O Sport não reagiu e quase levou o segundo gol logo em seguida, num chute do Dudu. Mais uma vez, o meio-campo não funcionou: Tchê Tchê errava muitos passes e o Moisés precisa melhorar muito para a próxima temporada se quiser continuar entre os titulares.

Aos 20 minutos, Edu Dracena saiu e deu lugar para o Antônio Carlos. Impressionante que esse zagueiro, que chegou apenas para compor elenco, entra bem em quase todas as partidas. Já o ex-vascaíno Luan, que chegou com toda pompa, marcou um gol ontem, parece que ainda não está adaptado ao Palmeiras.

Os gols marcados nos minutos finais da partida, marcados pelo Dudu e Keno, foram um prêmio aos quase 20 mil palmeirenses que compareceram ao Allianz Parque nesta quinta-feira. Os inesperados resultados dos outros jogos da rodada nos deram antecipadamente essa vaga na Libertadores e agora ainda resta a luta pelo vice-campeonato. Vale a pena?

Abraço a todos!