Virou três, acabou seis, e a Copa do Brasil se foi

Por Fabian Chacur

Foi triste. Foi duro. Foi horrível. Foi o maior vexame da história do Palmeiras. Foi 6 a 0 para o Coritiba. Acredite.

Em uma partida absurdamente péssima de Felipão e seus Luans e Rivaldos, a honra da Sociedade Esportiva Palmeiras foi manchada na noite desta quinta-feira (5) no estádio Couto Pereira, em Curitiba, em partida válida pela Copa do Brasil.

Se a eliminação para o Corinthians no Paulistão teve participação nesse desastre, não se sabe.

Mas desde o apito inicial da partida, ficou claro que o Verdão não tinha a menor condição de segurar o adversário.

Com o time completamente perdido, incluindo Marcos, que sabe-se lá porque foi escalado, já que Deola vinha dando conta do recado, não demorou para que o placar fosse aberto pelo rival curitibano.

Aos 11 minutos, Emerson sobe livre e de cabeça abre o marcador. Aos 21minutos, Davi amplia o marcador em contra-ataque rápido no qual os jogadores alviverdes pareciam correr de forma desordenada.

Aos 37 minutos, Marcos faz sua única defesa significativa, em cabeçada de Pereira. E aos 43, Leo Gago chuta de longe, a bola desvia em Danilo e engana o destemperado Marcos. Virou 3 a 0.

Para a etapa final, entraram Chico e Wellington Paulista nas vagas de João Vitor e Patrik, o que não alterou absolutamente nada.

Continuou o mesmo clima de gato caça rato, rato vai pra barriga e gato fica feliz e bem alimentado.
Aos 9 minutos, o afobado Leandro Amaro derruba o veloz Bill na área. Pênalti, que o próprio Bill converte. 4 o 0. Não perca a conta.

Aos 17 minutos, o absurdo Rivaldo, que já havia levado um amarelo, toma vermelho direto após falta violenta. Se a coisa com onze já estava horrível, imaginem com 10.

Aos 22 minutos, Danilo cabeceou para fora na primeira bola atirada ao gol do Coritiba na etapa final.
O time paranaense administrou a partida como quis, chamando o adversário para cima, sendo que este simplesmente não sabia o que fazer com a bola.

Quando percebeu que o Palmeiras estava totalmente entregue, o Coritiba foi pra cima e fez mais dois, aos 45 minutos com Gerardo, e aos 47, com Anderson Aquino.

Fim de jogo e fim de semestre para o Palmeiras. Jogo de volta? É só ganhar de 7 a 0…