Verdão vence Santos e emplaca 5ª vitória seguida

O Palmeiras venceu o seu primeiro clássico em 2018. Foi na tarde deste domingo (4) na Allianz Parque, perante 37.867 pagantes. A vítima, o Santos, deve ficar feliz pelo placar de apenas 2 a 1 contra suas cores, pois o Verdão poderia perfeitamente ter goleado seu tradicional adversário, se não fosse ainda início de temporada e o time já estivesse mais entrosado.

O início da partida ocorreu a mil por hora para o time da casa. Com menos de 2 minutos de bola rolando, Antônio Carlos marcou de cabeça, após cobrança de escanteio de Dudu. A 5 minutos, Lucas Lima bate falta de forma belíssima, e a bola bateu na trave. A pressão alviverde era simplesmente impressionante.

Aos 13 minutos, o Santos resolveu mostrar as garras e testar Jailson. Primeiro, com um cruzamento de Arthur Gomes desviado no meio do caminho que nosso goleiro pôs para escanteio, e pouco depois em bela cabeçada também muito bem rebatida por ele. Dois belos sustos. Aos 21 minutos, Copete cruzou e a bola acabou indo para fora.

A partir da metade da etapa inicial, o jogo ficou meio morno, sem momentos de muita emoção. Uma cabeçada de Felipe Melo para fora aos 30 minutos, uma boa intervenção de Jailson após cobrança de falta aos 35 minutos e um chute de fora da área de Borja que passou perto e não muito mais.

O ímpeto alviverde se mostrou novamente forte no começo do segundo tempo, com Felipe Melo e Borja ameaçando a meta santista. E aos 4 minutos, o segundo tento do Verdão. Willian faz boa jogada e Borja arremata forte, sem chances para o goleiro Vanderlei. Uma goleada parecia surgir no horizonte.

Aí, a 16 minutos, o Santos se aproveita de uma falha da arbitragem (não marcou uma saída de bola pela linha de fundo, deixando o jogo correr) e Renato marca de cabeça. O time praiano tinha a chance de renascer na partida, mas tropeçou em sua falta de capacidade de finalizar. Por sua vez, o Verdão não soube aproveitar o espaço dado pelo rival para ampliar o marcador, mas conseguiu manter a vantagem e comemorou a vitória no final.

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Jailson-7,0– Fez pelo duas boas defesas e mostrou estar em grande forma.

Marcos Rocha-6,0– Não brilhou, mas se esforçou bastante.

Antônio Carlos- 7,5– Um belo gol de cabeça logo de cara e uma performance bastante eficiente na zaga.

Thiago Martins-6,5– Soube dar conta do recado.

Victor Luis- 6,5– Muita dedicação durante toda a partida.

Felipe Melo- 7,0– Outra ótima partida do volante, com direito a muita garra e desarmes importantes.

Tchê Tchê- 6,0– Correu bastante, no melhor estilo motorzinho que o caracteriza, sem no entanto brilhar. Saiu aos 36 minutos do segundo tempo substituído por 36 minutos do segundo tempo por Bruno Henrique-5,0, que correu bastante e ajudou a manter o placar.

Lucas Lima-7,0– Não é fácil enfrentar um ex-clube que teve tanta importância em sua carreira. Mas Lucas soube encarar o desafio com desenvoltura e quase faz um golaço de falta. Saiu aos 40 minutos, dando sua vaga a Gustavo Scarpa-6,0, que em poucos minutos mostrou personalidade e vontade de provar que merece vaga nesse time.

Dudu-6,5– Bela cobrança de escanteio que gerou o gol de Antônio Carlos e muita luta, embora abaixo do que sabe em termos técnicos. Mas sua garra sempre supera tudo. Saiu aos 29 minutos do segundo tempo substituído por Keno-5,5, que teve uma participação apagada.

Willian -6,5– Muita movimentação e participou do segundo gol.

Borja- 7,5– Continua com seu novo perfil, correndo muito, ajudando na marcação e colaborando com os colegas. Além disso, marcou um belo gol, naquele tipo de chute forte que o tornou famoso na Colômbia.