Verdão vence Melgar, segunda vitória na Liberta 2019

Por Fabian Chacur

Com uma atuação consistente e sem sustos, o Palmeiras conseguiu na noite desta terça-feira (12) sua segunda vitória na Libertadores 2019, na Allianz Parque. A vítima desta vez foi o Melgar, do Peru, que até tentou impor dificuldades, mas acabou sucumbindo ao maior volume de jogo e eficiência da equipe treinada por Felipão. O resultado de 3 a 0 garantiu a manutenção da liderança do grupo F do torneio continental.

Desde o início, o Palmeiras se mostrou disposto a realizar uma partida mais consistente do que as mais recentes, e não demorou para conseguir apresentar provas de que esse intuito seria concretizado. Logo a 3 minutos, Dudu recebeu livre, mas sua finalização foi bem defendida pelo goleiro do time peruano. Aos 7 minutos, os peruanos arriscaram com Cuesta, e a bola passou perto da meta alviverde. Um susto pequeno.

A pressão palmeirense prosseguiu logo a seguir, com vários lances de perigo, sendo o maior deles uma jogada na qual a zaga peruana salvou a bola quase em cima da linha, logo após trama iniciada em cobrança de escanteio, isso aos 13 minutos. Logo a seguir, Deyverson cabeceou para boa defesa do goleiro adversário. Aos 17 minutos, foi a vez de Ricardo Goulart, com nova defesa.

O gol amadurecia, e acabou se concretizando aos 25 minutos. Dudu cobra escanteio, Ricardo Goulart desvia no primeiro pau e Felipe Melo marca, de cabeça. Um minuto depois, o Melgar marcou, mas a jogada foi invalidada por evidente impedimento de seu atleta, um alívio. O time ainda criaria boas oportunidades com Dudu e Deyverson, mas não conseguiu o segundo gol.

O Melgar até tentou pressionar um pouco mais, no início da etapa final, mas logo aos 9 minutos veio o segundo gol do Verdão. Gustavo Scarpa fez bela jogada e cruzou, com Ricardo Goulart cabeceando de forma impecável. Os peruanos sentiram o gol, mas se mantiveram na mesma toada, tentando tocar a bola e dessa forma criar algo. O Verdão, no entanto, permaneceu com o comando das tentativas mais agudas.

Aos 25 minutos, Deyverson recebe belo passe de Ricardo Goulart, dá dois belos cortes em um defensor do Melgar e finalizou com categoria, dando números finais à partida. Tivemos mais alguma ação, mas nem Palmeiras, muito menos o  Melgar conseguiram gols. E a vitória mostrou que a atual escalação do Verdão merece ser testada mais vezes, levando pinta de poder ser o time, digamos assim, “titular”. 

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Weverton- 6,0- Pouco acionado, sempre atento quanto isso ocorreu.

Marcos Rocha- 6,0- Mais discreto do que em partidas anteriores.

Antonio Carlos- 6,0- Regular.

Gustavo Gómez-7,0- Mais consistente que seu colega de zaga.

Victor Luis- 6,0- Muito discreto, como de praxe.

Felipe Melo- 7,0- Fez o primeiro gol e teve desempenho regular, embora tomando o cartão amarelo habitual. Saiu aos 28 minutos do segundo tempo substituído por Thiago Santos-5,0, que entrou com o jogo resolvido, mas tomou seu cartão amarelo, também.

Bruno Henrique-5,5- Abaixo do que pode render.

Gustavo Scarpa- 8,0- Bela partida, com muita movimentação, assistências e bons chutes de fora da área. Esse é o jogador que esperávamos, quando chegou do Fluminense em 2018.

Dudu- 6,5- Foi caçado pelos adversários, perdeu um pouco a cabeça e rendeu menos do que poderia.

Ricardo Goulart- 8,5-Um gol, assistência para os outros dois. E tudo isso ainda fora do seu melhor ritmo de jogo. Imaginem quando isso ocorrer… Tem tudo para ser um dos craques do Verdão em 2019.  Toc, toc, toc! Saiu aos 37 minutos do segundo tempo para a entrada de Hyoran-sem nota, que fez pelo menos uma bela jogada.

Deyverson- 7,5- O Deyvinho Maluquinho voltou bem, movimentando-se constantemente e marcando um belo gol. Tomara que seja o início de uma boa fase prolongada, sem maluquices… Saiu aos 39 minutos do segundo tempo para a entrada de Borja-sem nota.