Verdão vence Ituano em noite de Ricardo Goulart

Sonho de consumo do Palmeiras durante um bom tempo, Ricardo Goulart acabou sendo contratado este ano. E, aos poucos, vai mostrando potencial para em breve se tornar um novo ídolo alviverde. Na noite desta quarta-feira (27) na Allianz Parque, o meia-atacante marcou seus dois primeiros gols e deu assistência para o terceiro, na vitória sobre o Ituano pelo placar de 3 a 2 em partida válida pelo Paulistão 2019. O cara promete!

O jogo começou animado, e aos 9 minutos, após cruzamento vindo da linha de fundo, Ramon cabeceia para fora, assustando a torcida alviverde. Sorte que logo a seguir Bruno Henrique chuta forte, aproveitando a ajeitada de Carlos Eduardo, e o goleiro põe para escanteio. Na sequência, aos 11 minutos, Ricardo Goulart aproveita rebote do goleiro em finalização de Borja e abre o marcador.

Aos 19 minutos, novamente Ramon manda para fora, de cabeça. Aos 22 minutos, Mayke cruza e Ricardo Goulart, em bela cabeçada, amplia o marcador para o Alviverde Imponente.  O Ituano sentiu um pouco o baque, e tentava ameaçar o adversário, mas sem muita felicidade, chegando mais perto em duas oportunidades criadas por Correa, aquele mesmo, hoje um veterano de 38 anos. Carlos Eduardo aos 33 minutos e Borja aos 42 minutos tiveram boas oportunidades de marcar, mas as desperdiçaram.

O time de Itu veio mais afiado para a etapa final, e marcou o seu primeiro gol aos 9 minutos, com Serrato aproveitando um rebote. Aos 11 minutos, uma bola desviada por um jogador do Ituano bate na trave e quase amplia o marcador para nós. Aos 12 minutos, no entanto, não teve jeito. Ricardo Goulart ajeitou com o peito de forma inteligente e deixou Borja livre, para o centroavante desencantar e fazer seu terceiro gol no ano.

Curiosamente, o Ituano manteve a cabeça no lugar, e dessa forma acabou fazendo seu segundo gol, aos 29 minutos, em bela jogada coletiva que Morato finalizou com muita categoria, encobrindo Weverton com uma cavadinha. A partir daí, a equipe interiorana até que tentou o empate, mas esbarrou em falta de melhores passes finais, enquanto o Verdão se manteve tocando a bola, conseguindo assim o resultado positivo.

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Weverton-5,5- As bolas que foram no gol entraram. Falta de ritmo, quem sabe?

Mayke-7,0- Bem na defesa e no ataque, com direito a belo cruzamento para um dos gols de Goulart

Antonio Carlos- 6,0- Esforçado, mas ainda vacilando um pouco.

Edu Dracena- 6,0- Também abaixo do que habitualmente joga.

Diogo Barbosa-4,5- Seu setor virou uma avenida para o time adversário, que fez o segundo gol por ali. Precisa melhorar em todos os aspectos.

Felipe Melo- 6,5- Se não brilhou, primou pela regularidade durante todo o jogo.

Bruno Henrique- 6,0- Não gastou a bola, mas melhorou em relação a partidas anteriores. Saiu aos 33 minutos do segundo tempo substituído por Lucas Lima-sem nota.

Dudu- 6,5- Foi para cima, tentou jogadas individuais e aos poucos vai melhorando o seu ritmo.

Ricardo Goulart- 8,5- Dois gols marcados, uma assistência, muita movimentação e passes precisos. Caiu um pouco a partir da metade do segundo tempo, algo natural para quem não jogava há tanto tempo.

Carlos Eduardo-4,5- Está se esforçando muito, mas ainda se mantém longe do ideal, muito longe. Saiu aos 25 minutos do segundo tempo substituído por Felipe Pires-4,0, que conseguiu ir ainda pior.

Borja- 7,0- Pelo menos conseguiu desencantar, marcando o seu terceiro gol no ano, o que justifica a nota. Saiu aos 13 minutos do segundo tempo substituído por Thiago Santos-5,5, que ajudou a fechar o meio-campo.