Verdão vence Fortaleza e se mantém na cola do Fla

Só mesmo no Brasil uma federação de futebol tem a estupidez de marcar uma partida de campeonato às 16h, em um estado quente como o Ceará. Mesmo assim, e jogando um futebol abaixo da que tem condições de desempenhar, o Palmeiras conseguiu o que precisava, vencer o Fortaleza pelo placar de 1 a 0 na tarde deste domingo (22) perante uma grande plateia e com gol de Willian. Três pontos importantíssimos na disputa do título do Brasileirão 2019.

O primeiro tempo mostrou o time de Mano Menezes com a bola nos pés por muito mais tempo do que seu anfitrião, mas errando muitos passes e criando praticamente nada, em termos reais. Por sua vez, o Fortaleza demonstrou forte limitação técnica, sem ser capaz de concatenar ações ofensivas dignas de nota. A rigor, os três goleiros atuando (o time da casa teve de trocar o seu ainda na primeira etapa) viram o jogo de local privilegiado.

Para nossa sorte, o Verdão conseguiu o seu gol logo a 2 minutos do segundo tempo. Gustavo Scarpa bateu escanteio do lado direito do ataque alviverde, a bola rebateu e Willian, no lado esquerdo da área adversária, arrematou bem e soube mandar a bola para o fundo da meta da equipe treinada por Zé Ricardo. Aos 11 minutos, Zé Rafael recebeu a bola na área e arrematou, em chute que passou perto da meta adversária.

A partir daí, rigorosamente nada aconteceu, com o time da casa esbanjando incompetência criativa em termos ofensivos e o Verdão sem conseguir encaixar um contra-ataque de real perigo para ampliar o placar e matar a partida de vez. No fim das contas, a vitória nos manteve a três pontos do Flamengo, cinco pontos à frente do Santos (que tem 37 pontos) e a seis do Inter (o último a se classificar para a fase de grupos da Liberta pelo Brasileirão).

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Weverton- 6,0- Não teve de fazer uma única defesa difícil.

Marcos Rocha- 5,5- Errou muitos passes e não mostrou muita eficiência no apoio hoje.

Gustavo Gómez- 6,0- Regular.

Vitor Hugo- 6,5- Um pouquinho melhor do que o colega de zaga.

Diogo Barbosa- 5,5- Sem grandes momentos, mas também sem falhas bizarras.

Felipe Melo- 5,5- Errou muitos passes, algo não muito comum para um jogador com a qualidade dele.

Bruno Henrique- 4,5- Bem fraco, especialmente no apoio ao ataque.

Gustavo Scarpa- 5,5- Atuação apenas regular, com um ou outro momento melhor. 

Zé Rafael- 5,0- Afora um chute no segundo tempo, muito apagado. Saiu aos 20 minutos do segundo tempo para a entrada de Lucas Lima-4,0, que também se mostrou bem abaixo do que pode realizar.

Willian- 7,0- Fez o gol que nos valeu esse preciosos três pontos. Saiu aos 30 minutos do segundo tempo para a entrada de Carlos Eduardo-5,0, que ao menos conseguiu manter a bola no campo de ataque do Verdão, no final.

Luiz Adriano- 5,0- Apareceu pouco, em função de não ter sido devidamente municiado pelos colegas de ataque e meio-campo. Saiu aos 27 minutos do segundo tempo para a entrada de Deyverson-zero!, que só faltou tropeçar na bola, de tão mal que foi.