Verdão vence e se mantém no G4

Por Fabian Chacur

Em partida bastante disputada e que poderia ter sido mais fácil, não fossem duas desatenções da nossa defesa, o Palmeiras venceu na noite deste sábado (30) no estádio do Canindé o Atlético (MG) pelo placar de 3 a 2.

Sem Kleber e Márcio Araújo, substituídos por Dinei e João Vitor, o Palmeiras entrou com muita disposição, e logo aos 9 minutos Luan chutou de fora da área com perigo.
Aos 14 minutos, Marcos Assunção abriu o marcador com bela cobrança de falta do lado esquerdo do ataque alviverde. Nem deu tempo de comemorar: graças a uma vacilada da defesa, Magno Alves chutou livre, a bola resvalou em um de nossos atletas e enganou Deola.

Duas cabeças de Dinei, aos 23 e aos 30 minutos e duas belas jogadas de Valdívia aos 32 e aos 42 minutos poderiam ter nos colocado na frente de novo, enquanto Deola fez ótima defesa aos 41 minutos, e cabeçada de Lima.

O início da etapa final teve como marca inúmeros passes errados e chutes lamentáveis de parte a parte, dois deles por parte de Luan. No entanto, foi ele quem aos 16 minutos desempatou a partida, aproveitando de perna direita um rebote após bola lançada na área por Marcos Assunção.

Richarlyson chutou pelo menos três boas bolas contra o gol do Verdão, enquanto Leonardo Silva também levou perigo à nossa meta, aos 22 minutos.

Depois de boas tentativas de Marcos Assunção e mais um bom chute de Valdívia, aos 32 minutos enfim saiu nosso terceiro gol, com Patrik finalizando jogada iniciada por Luan e que passou por Valdívia.

Tranqüilidade enfim? Nada disso. Neto Berola acreditou em jogada pela esquerda, Gerley marcou bobeira, a bola foi cruzada para a área e Wesley finalizou livre, fazendo o segundo do Atlético aos 35 minutos.

Sorte que o Galo Mineiro se mostrou incompetente para criar mais jogadas realmente perigosas de gol, enquanto Marcos Assunção, aos 42 minutos e novamente batendo falta, quase fez nosso quarto gol. E vale o registro: aos 36 minutos, Felipão tomou o vermelho.