Verdão vence altitude e avança na Libertadores

Não teve nem graça. O principal adversário do Verdão na noite/madrugada de quarta/quinta-feira foi a tal de altitude. E a vencemos graças a uma preparação bem feita.

Do outro lado, o Real Potosi demonstrou que nem mesmo com a natureza a seu favor tinha capacidade para reverter a vantagem monstro obtida por Luxemburgo e seus comandados no estádio Palestra Itália, no jogo de ida (5 a 1 para nós).

Resultado final: nova vitória alviverde, por dois a zero, que sacramentou nossa qualificação para a próxima fase da Libertadores. Entramos no grupo 1, do qual também fazem parte a LDU (do Equador e atual campeã), Colo-Colo (do Chile) e Sport Recife. Nossa estréia já tem data: dia 17, terça-feira, em Quito, contra a LDU.

Jogando de forma tranqüila, o Palmeiras entrou no precário campo do Potosi tendo com adversário adicional a areia, que fez principalmente Pablo Armero escorregar bastante. A equipe boliviana tentou nos pressionar, mas de forma extremamente incompetente, e suas melhores jogadas na etapa inicial foram um cruzamento que bateu por acaso na trave, aos 21 minutos, e uma bola que Danilo salvou em cima da linha, aos 28.

Aos 22, foi a vez de Willians carimbar a trave adversária. Aos 29 minutos, Cleiton Xavier mais uma vez mostrou sua fome de gols, concluindo de forma brilhante um contra-ataque rápido no qual Keirrison fez o papel de garçom, servindo com maestria o camisa 10 alviverde.
Precisando fazer no mínimo cinco gols para levar a decisão da vaga para os pênaltis, o clube boliviano meteu os pés pelas mãos na segunda etapa e começou a fazer muitas faltas, sendo algumas violentas e que o juiz não coibiu com a devida severidade, algo que infelizmente é a marca das arbitragens em torneios sul-americanos.

Aos 29 minutos, quando o jogo já começava a dar sono, um jogador do Potosi recuou de forma temerária a bola e Keirrison, feito uma flecha, interceptou-a, driblou o goleiro e deu números finais à partida. Antes disso, Luxa colocou Jumar e Lenny, e depois, Jéci, que não comprometeram.