Verdão tenta seguir em frente na Sul-americana

Na partida de ida, conseguimos a proeza de perder para o time reserva do Vasco por 3 a 1. Agora, no jogo de volta pela Copa Sul-americana, a ser realizado hoje às 22h no estádio Palestra Itália, precisamos de uma vitória por dois a zero, ou por três gols de diferença, para superar a equipe carioca, e seguir em frente na competição que vale um prêmio de um milhão de dólares para o vencedor.

Placar igual ao do Rio, mas a nosso favor, levará a disputa para as penalidades máximas. Para quem despreza esse campeonato, vale lembrar que nenhuma equipe brasileira ainda o venceu, e também pode ser um belo teste para a Libertadores 2009.

Por sinal, Vanderlei Luxemburgo deu uma dura no elenco, para que todos levem a sério o torneio. Misterioso em relação à escalação, o treinador poderá mandar a campo Marcos, Elder Granja, Gustavo, Gladstone e Jefferson; Pierre, Jumar, Léo Lima e Denílson; Kleber e Alex Mineiro.

Mas não se assuste se alguns desses nomes não se confirmarem, na hora agá. O time treinado pelo ex-jogador Tita não trará Edmundo, para tristeza de Dani Malacrida e Flávio Canuto. Madson, que foi o melhor em campo na primeira partida, está escalado, assim como Leandro Amaral.

No histórico de confrontos entre as equipes, o Verdão leva grande dianteira, tendo vencido 51 vezes, empatado 34 e perdido apenas 26 partidas, com 184 gols a favor e 146 contra. Como mandante, a vantagem é ainda maior: 33 vitórias, 21 empates e 8 derrotas.

O curioso fica por conta de o nosso próximo adversário no Brasileirão ser o mesmo Vasco da Gama, no domingo e também no estádio Palestra Itália. Coisas do calendário brasileiro, sempre maluco e imprevisível.