Verdão goleia São Paulo e tabu vira pó

 

Há algumas partidas que se tornam marcos na trajetória de certas equipes. A de hoje, do Palmeiras contra o São Paulo, pode ser esse momento de virada em uma equipe de tanta tradição e que há tanto não ganha títulos. Com uma atuação de raça e inteligência, nosso time goleou impiedosamente o time de Muricy Sem Dentes por quatro a um em Ribeirão Preto, graças, especialmente, a alterações impecáveis por parte de Vanderlei Luxemburgo. O resultado nos coloca na vice-liderança do Paulistão 2008, atrás apenas do Guaratinguetá.

Não foi uma partida fácil. O verdadeiro dilúvio que assolou a cidade do célebre bar Pingüim dificultou o toque de bola do Verdão, e facilitou o jogo mais tosco da equipe do Jardim Leonor. Aos 38 minutos, um a zero São Paulo: Jorge Vagner bate escanteio e Adriano cabeceia entre Diego Souza e Henrique. Sorte que, aos 43 minutos, o talento individual do incansável Kleber nos proporcionou o gol de empate, em belo drible em cima de Juninho e chute certeiro no canto direito de Rogério Ceni.

Na segunda etapa, Martinez entrou no lugar de Wendel, e o Palmeiras atraiu o São Paulo para o seu campo. A equipe adversária até que tentou, mas sem grande efetividade, com exceção de duas boas finalizações por parte de Adriano. Com Denílson no lugar de Alex Mineiro, nosso ataque ficou mais rápido, e os resultados logo surgiram. Aos 28 minutos, pênalti de Júnior em Valdívia, cobrado com precisão por Denílson três minutos depois.

O time da Imperatriz sentiu o golpe, e pouco depois, nova penalidade máxima, desta vez em Kleber, cobrada com perfeição por El Mago. Aos 47 minutos, o violento Richarlyson derrubou Diego Souza na área. Bola na marca de cal, e Diego enfia o quarto gol no tricolor. Goleada que levou o cara de pau Rogério Ceni a afirmar que nenhum dos penais do foram bem marcados. Não sabe perder, heim, meu caro? Agora, é comemorar o final do tal tabu de onze anos, e visualizar um time que ainda pode render muito mais, e que pode nos dar muitas, mas muitas alegrias a mais do que esta para nós.

Foto: Globoesporte.com