Verdão goleia Atlético Sorocaba em retorno de Valdivia

Por Fabian Chacur

Graças a uma atuação inspirada na etapa final, o Palmeiras não só virou o placar como ainda goleou o Atlético Sorocaba pelo placar de 4 a 1 na ensolarada tarde deste domingo (26) na cidade de Sorocaba. A partida marcou os retornos de Valdivia e Leandro, que tiveram boas apresentações e ainda fizeram um gol cada.

O início da partida certamente deixou o torcedor alviverde preocupado. Com o meio-campo sem pegada e buracos no sistema defensivo, o time se expôs aos contra-ataques do time da casa, que apostou em marcação forte, muitas faltas e na velocidade do veterano atacante Ewerton, aquele mesmo ex-Corinthians e Palmeiras.

Na primeira oportunidade que teve, o jogador mandou para fora, aos 11 minutos. Aos 13 minutos, no entanto, não perdoou, chutando forte na saída de Fernando Prass após contra-ataque rápido. Quando as coisas pareciam se complicar, Wendel recebeu bom passe de Marcelo Oliveira e cruzou para Valdivia, que finalizou aos 21 minutos e empatou a partida.

O jogo continuou pendendo para o lado sorocabano, com Fernando Prass sendo exigido por três vezes aos 35 e aos 36 minutos. Aos 41 minutos, Wendel cruza para Leandro, que quase marca, enquanto Mazinho perde um gol feito logo a seguir, após a única boa jogada feita por ele.

O Verdão voltou mais atento à marcação para a etapa final, e o Atlético Sorocaba começou a ficar acuado em seu campo defensivo. Com a entrada do estreante Marquinhos Gabriel aos 18 minutos, no lugar de Mazinho, a produção ofensiva do time se tornou ainda melhor, e os frutos viriam logo.

Aos 20 minutos, Leandro exigiu ótima defesa de Fábio, em chute cruzado. Aos 22 minutos, no entanto, o goleiro até que tentou, mas não conseguiu impedir o belo gol de Leandro, que fez jogada de pura habilidade e tranquilidade dentro da área adversária. A rigor, o jogo foi definido aí.

Valdivia saiu aos 26 minutos, sendo bastante aplaudido e dando sua vaga a Felipe Menezes. Aos 29 minutos, a única finalização mais perigosa do Atlético Sorocaba, com Jeferson Maranhão chutando forte e a bola passando perto da meta de Fernando Prass.

Aos 30 minutos, Marquinhos Gabriel recebeu lançamento de Henrique pelo setor esquerdo do ataque alviverde e, de cabeça erguida e com categoria, deu bela assistência para Juninho, que finalizou com segurança. Aos 31 minutos, Mendieta entrou na vaga de Leandro, que saiu muito aplaudido.

Com o jogo ganho, os comandados de Gilson Kleina ficaram tocando a bola e esperando o tempo se encerrar, após muito desgaste com a alta temperatura. Mas ainda deu tempo de sair mais um gol, aos 48 minutos, com nova assistência de Marquinho Gabriel que encontrou Wesley livre.

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Fernando Prass 7,5 – Boas defesas e muita segurança, em um belo início de temporada.

Wendel 7,5– Grande performance, especialmente no apoio, com direito a boas assistências e a um bom chute a gol.

Henrique 6,0– Penou um pouco no primeiro tempo, ainda não entrosado com Lúcio, mas lutou muito e melhorou na segunda etapa.

Lúcio5,5– Ainda está fora de forma e precisa melhorar muito, mas fez alguns bons desarmes e esbanjou disposição.

Juninho6,0 – Se continua sendo uma avenida em alguns momentos da partida, ao menos fez um gol e lutou bastante.

Marcelo Oliveira 6,0 – Muita garra, além de iniciar a jogada do gol de Valdívia. Se não errasse tantos passes, seria ainda melhor.

Wesley5,5– Dispersivo e fraco na marcação no primeiro tempo. Melhorou no segundo e até fez um gol, mas ainda está abaixo de sua capacidade.

Mazinho3,5 – Muito abaixo do que jogou na estreia, errando passes e jogadas de gol. Deu lugar aos 18 minutos do segundo tempo a Marquinhos Gabriel 7,0 , que deu duas assistências para gols e mostrou muita habilidade e senso coletivo. Promete!

Valdivia7,5 – Voltou bem, com direito a gol, bons lançamentos e muita garra. Pena que tomou o cartão amarelo habitual. Saiu aos 26 minutos substituído por Felipe Menezes 5,0, que se esforçou mas não conseguiu produzir grande coisa. Ao menos não comprometeu.

Alan Kardec 5,0 – Bastante discreto, sem finalizações nem grandes jogadas. Abaixo do seu padrão habitual.

Leandro 6,5 – Um bom retorno, principalmente na etapa final, quando fez um belo gol. Deu sua vaga aos 31 minutos a Mendieta, 5,5, que jogou por pouco tempo mas ajudou bastante na posse de bola no fim da partida.