Verdão ganha fora no jogo do aniversário

Na comemoração dos 93 anos da Sociedade Esportiva Palmeiras, a cereja do bolo ficou por conta da boa vitória da equipe dirigida por Caio Júnior em Florianópolis, contra o Figueirense. O placar de 2 a 1 acabou sendo justo, embora a equipe catarinense tenha nos pressionado bastante em alguns momentos da partida.

Nosso time, no entanto, também enfiou bolas na trave e perdeu alguns gols incríveis. Felizmente, conseguimos mais um êxito fora de casa, e, graças ao mesmo, voltamos a integrar o G-4, com 36 pontos ganhos, oriundos de 10 vitórias, 6 empates e 5 derrotas, com 29 gols pró e 25 contra, saldo positivo de quatro tentos. Belo início de segundo turno.

No primeiro tempo, a partida se manteve equilibrada, no estádio que mais parece de showball ou de futebol society, de tão acanhado e ruim. Aos 18 minutos, Luis Henrique acerta cruzamento certeiro e Valdívia manda para o fundo da meta do Figueira, abrindo o marcador. O resultado poderia ter sido consolidado com mais facilidade, pois o Verdão criou boas chances, especialmente nos primeiros quinze minutos da etapa final, quando Luis Henrique meteu uma bola na trave e perdeu gol incrível.

 O castigo veio a cavalo: em vacilo da nossa defesa, Jean Carlos fez o gol de empate. Com Diego Cavalieri em mais uma jornada inspirada, conseguimos conter o ímpeto da equipe de Floripa, e, aos 38 minutos, Max, que entrou na vaga do inoperante Edmundo, fez seu primeiro gol com a camisa alviverde, e justo o da vitória no dia do aniversário do clube. Que belo presente para os palmeiristas. E que venha o time do Jardim Leonor, como diriam os irmãos do Observatório Verde.