Verdão ganha de virada do Figueirense em Florianópolis

O Palmeiras conseguiu uma importante vitória na tarde deste sábado (20) ao superar por 3 a 2 a equipe do Figueirense. A conquista ocorreu de virada e na casa do adversário, e proporciona ao time comandado por Gilson Kleina dormir na liderança da Série B do Brasileirão 2013, após nove rodadas disputadas.

Com Vilson ocupando a vaga do suspenso Henrique, o Verdão enfrentou dura marcação e muitas faltas por conta do time treinado pelo ex-zagueiro Adilson Batista, e encarou da melhor forma possível, mesmo enfrentando chuva na capital catarinense. As chances de gol mais agudas demoraram um pouco a surgir.

Aos 17 minutos, Valdivia sofreu pênalti claro, marcado pela arbitragem. Dois minutos depois, Leandro bateu muito mal e mandou a bola para fora, impedindo a sua equipe de abrir o marcador. Aos 24 minutos, o time da casa quase faz, com um chute de longe que passou perto da meta de Fernando Prass.

Ricardo Bueno, ex-atacante do Palmeiras, acabou abrindo o caminho para o Figueirense ficar na frente do marcador. Em ótima assistência, ele deixou Ricardo Costa na cara do gol. O jogador se livrou do zagueiro alviverde e chutou no canto de Fernando Prass, que não conseguiu fazer nada. Um a zero Figueira.

Para a etapa final, Gilson Kleina veio com o estreante Alan Kardec na vaga do volante Charles e o time se mostrou afiado, mesmo tomando um susto aos 2 minutos em cobrança de falta de André Rocha que passou perto da nossa meta. Após cobrança de escanteio, a bola ficou na frente da área. Vinícius chutou, a bola desviou em Vilson e foi para o gol aos 11 minutos. Empate merecido.

O estreante Alan Kardec tomou um amarelo aos 22 minutos, mas isso não foi nada, se compararmos com a vacilada de André Rocha aos 25 minutos. O atleta alvinegro fez falta clara, levou amarelinho e se achou no direito de reclamar. Não deu outra: foi expulso e deixou sua equipe com um a menos em campo.

Não deu nem para respirar. Aos 26 minutos, Wesley cobrou falta e colocou a bola na cabeça do zagueiro André Luiz, que golpeou a bola com precisão. Era a primeira virada do Palmeiras. Logo depois, o apagado Leandro deu sua vaga para Ananias, quase na mesma hora em que Valdivia foi amarelado pelo árbitro.

Quando o jogo parecia devidamente controlado, o vacilo. Fernando Prass rebateu bola para o meio da área após cobrança de escanteio e Ricardo Bueno, aquele, aproveitou para empatar novamente a partida, aos 30 minutos. Ananias sofreu um amarelo aos 35 minutos e Ronny entrou no lugar de Vinícius para incrementar o ataque.

Deu certo. Ronny cruzou bola açucarada na cabeça de Alan Kardec, que mandou a pelota na trave. Valdivia, tal qual um centroavante oportunista, aproveitou o rebote e aos 42 minutos deu números definitivos ao jogo. Wesley aos 45 e Ronny aos 48 quase ampliaram o marcador, mas ficamos em um excelente 3 a 2.