Verdão está na UTI, mas ainda dá pra sair…


Por Flavio Canuto

O que mais posso escrever aqui que já não foi dito na semana passada, retrasada, e nos ótimos comentários que lemos todos os dias?

Todos concordam que o treinador perdeu a mão do time há muito tempo, que o elenco é limitado, e que essa “nova” diretoria é uma das piores da história do clube.

O que realmente interessa nesse momento não é apontar quem é o maior culpado por essa temporada horrível, mas conseguir três míseros pontos para não cair.

Já passamos por isso em 2002. Quase repetimos a dose em 2006, e sabemos muito bem o que é isso. Os sintomas que derrubam um grande clube são os mesmos: bagunça administrativa, falta de comando, jogadores que mal se falam, etc…

E o que fazer? Primeiro, parem com esse papo imbecil de “planejamento para 2012”. Não adianta pensar na próxima temporada sem sequer saber quais competições vamos disputar.

Admitam que a situação é preocupante. Você nunca consegue resolver um problema se não admitir que tem um.

Já que não vão mesmo demitir o treinador, e nem afastar alguns atletas, como fazem até mesmo em clubes do interior, poderiam começar a reservar uma quantia para a “mala branca”. Não é crime, e funciona.

Outra providência seria promover alguns jogadores que não tem tido espaço no time como o promissor Patrik Vieira, o tal Pedro Carmona, e mais alguns outros. Não acredito que eles possam ser tão ruins quanto esses que estão em campo!!

Definir um bicho extra por uma vitória. Sei que soa ridículo propor algo assim, mas ainda pode funcionar (não deu certo para conquistar uma vaga pra Libertadores).

Se nada for feito pelos geniais Tirone/Frizzo, só nos restará torcer contra os nossos adversários (Atléticos, Cruzeiro, Bahia e Ceará).

Tristes abraços a todos!