Palmeiras enfrenta Paulista em sua segunda casa

O título desta matéria de apresentação da partida que o nosso Alviverde Imponente fará hoje às 17h contra o Paulista de Jundiaí é provocativa, mas plenamente justificável. Afinal, poucos clubes podem se gabar de ter não apenas uma, mas duas casas. Nossa primeira é o Estádio Palestra Itália, na qual conquistamos até mesmo uma Copa Libertadores da América, há dez anos. 

A segunda é o Estádio Paulo Machado de Carvalho, conhecido popularmente como Pacaembu. Muito mais nossa do que daquele outro time, que sequer tem uma. Ou melhor, tem sim, aquele pardieiro apelidado de Fazendinha…… Para quem não sabe, a assessoria de imprensa do Palmeiras tirou do Almanaque do Palmeiras alguns dados significativos que a gente reproduz por aqui. 

Por exemplo: o Verdão ganhou 26 títulos nesse campo. Entre outros, o histórico contra o Jardim Leonor no qual deixamos de ser Palestra Itália para nos tornarmos Palmeiras, em 1942. Disputamos 981 partidas por lá, com 496 vitórias, 265 empates e 220 derrotas, fazendo 1836 gols e sofrendo 1196. Mais: temos vantagens nos confrontos contra todos os grandes no Pacaembu. 

E vamos parar por aqui, pois essa estatística favorável vai longe. Não jogaremos no Palestra Itália porque hoje ocorre por lá a renovação de 76 vagas no Conselho Deliberativo do clube. Se não tivermos surpresas, nossa escalação na partida de hoje será Marcos; Jéci, Maurício e Maurício Ramos; Wendel, Souza, Jumar, Evandro e Jefferson; Marquinhos e Lenny. 

Os atletas relacionados foram: 12.Marcos, 22.Deola, 17.Wendel, 16.Jefferson e 36.Bruno Silva [time B 15.Maurício Ramos, 4.Jéci, 33.Maurício e 25.Paulo Miranda 18.Jumar, 21.Souza, 27.Evandro e 26.Deyvid Sacconi 19.Lenny, 11.Marquinhos, 20.Max, 29.Daniel e 30.Ortigoza . Amanhã às 6h20, devem viajar para se juntar ao resto da delegação já em Quito os jogadores Marcos, Deola, Wendel, Jefferson, Maurício Ramos, Jéci, Jumar, Evandro, Lenny e Marquinhos, além de Vanderlei Luxemburgo.