Verdão encara Sport com foco no título

Quem é o Sport Recife para dar uma de superior em relação ao Palmeiras? Rigorosamente nada. Portanto, deixemos de lado os resultados recentes da equipe atualmente treinada por Nelsinho Batista em confrontos contra nós. O que importa, hoje, a partir das 20h30, no Estádio Palestra Itália, é o Alviverde Imponente entrar em campo com o foco no título. Ou seja, cada partida, daqui até o final do torneio, é uma final antecipada. Vitória, vitória, vitória!

Ainda sem poder contar com Pierre, recuperando-se de contusão e também com sérios problemas particulares, e também desfalcado de Martinez e Sandro Silva, punidos com suspensão por causa do terceiro cartão amarelo, o Verdão deverá ir a campo com Marcos, Elder Granja, Jéci, Gustavo e Leandro; Jumar, Léo Lima, Evandro e Diego Souza; Kléber e Alex Mineiro.

A idéia de Luxemburgo é manter o esquema que vem dando certo, com Léo Lima tentando cumprir a função exercida por Martinez, uma espécie de terceiro zagueiro que dá melhor qualidade de saída de jogo. Uma vitória na partida de hoje certamente botará pressão na equipe do Grêmio, pois reduziria nossa diferença para eles a apenas dois pontos. Detalhe: a equipe gaúcha jogará no sábado, contra o Fluminense, no Rio, onde sofreu suas três derrotas neste campeonato, contra Botafogo, Vasco e Flamengo.

*******

Ah, essa imprensinha, sempre fazendo das suas. Na edição da Folha de S. Paulo de hoje, matéria com o abominável e sensacionalista título “Truculência do Palmeiras Vai Além do Atacante Kleber” tenta induzir o leitor a acreditar que o time do Palmeiras é violento, baseado em suas famosas “estatísticas”, obviamente manipuladas para o mal. Falei que o chumbo contra nós seria pesado, conforme ficássemos mais perto da liderança?