Verdão empata com Sport Ancash em Lima

O jogo foi o que Flávio Canuto define como “lazarento”. Muitas bolas alçadas na área, faltas pra tudo quanto é lado, o que obviamente truncou muito o desenvolvimento da partida, poucos momentos de boa técnica…..Entre mortos e feridos, o mistão do Verdão saiu no lucro, arrancando um empate de zero a zero contra o Sport Ancash, em Lima, no Peru. 

No confronto de volta das oitavas-de-final da Copa Sul-americana, que será realizado na próxima quarta-feira, no estádio Palestra Itália, precisamos de uma vitória simples para carimbar nossa classificação rumo à próxima etapa da competição, o que não parece ser difícil, levando-se em conta a fraqueza do adversário.

Como seria de se esperar, o entrosamento entre os jogadores que Luxemburgo levou para Lima não foi dos melhores, e isso proporcionou ao time peruano algumas chances de gol na etapa inicial, especialmente em jogadas aéreas, por sinal uma deficiência tradicional da nossa defesa em 2008. 

A ruindade do time treinado por Antonio Alzamendi nos permitiu manter o marcador no zero. Na etapa final, Luxa conseguiu posicionar melhor seu sistema defensivo, o que tornou mais difícil a vida do Ancash. Na verdade, eles só chegaram perto do gol defendido por Marcos na segunda etapa graças a erros de passe do nosso meio-campo, que não viveu noite inspirada. 

Mesmo assim, ainda criamos algumas boas chances, em cabeçada de Gladstone que passou perto do gol, em bom chute de Léo Lima, de fora da área, e também em arremate de Pierre após boa defesa do goleiro Vegas na cobrança de falta de Evandro. 

A bola do jogo esteve nos pés de Lenny, que entrou aos 24 minutos no lugar de Thiago Cunha. Ele recebeu ótimo lançamento aos 34 minutos, ficou cara-a-cara e conseguiu perder o gol mais feito da partida, mesmo tendo duas oportunidades de finalizar.

******

Ouça também o Torpedo Verde, o boletim diário da Rádio Mondo Palmeiras.