Verdão elimina Bragantino e pega Ituano na Semifinal

Por Fabian Chacur

Jogando com segurança e consciente do seu status de time grande, o Palmeiras não tomou conhecimento do Bragantino e venceu o adversário por 2 a 0 na noite desta quinta-feira (27) no estádio do Pacaembu, perante mais de 25 mil torcedores. O Verdão agora pegará neste domingo (30) o Ituano pela semifinal do Paulistão 2014.

Ao contrário do rival São Paulo em sua patética eliminação contra o Penapolense nesta quarta-feira (26), o time treinado por Gilson Kleina desde o início mostrou que estava em campo para se impor. Teve suas falhas, uma logo a 1 minuto de jogo, quando Robertinho teve boa oportunidade.

Aos poucos, o Verdão ganhou força e encarou com segurança o jogo fechado e por vezes violento dos comandados de Marcelo Veiga. Bruno Cesar cobrou falta para fora aos 5 minutos e Alan Kardec quase faz de cabeça aos 6 minutos. Em grande chute de Bruno Cesar de longa distância, Rafael Defendi rebateu para escanteio.

Logo a seguir, aos 21 minutos, Wesley fez a cobrança do tiro de canto, Alexandre vacilou e Alan Kardec demonstrou o oportunismo habitual, abrindo o marcador. A partir dai, o Palmeiras deu uma certa aliviada e proporcionou mais espaço ao adversário, que no entanto só levou perigo em chute de Francesco aos 38 minutos que Fernando Prass defendeu com segurança.

A etapa final viu o Verdão aos poucos crescer e ir pra cima no intuito de buscar o segundo tento, que quase saiu aos 9 minutos em blitz que contou com dois chutes de Valdivia e um de Alan Kardec. Aos 13 minutos, Marcelo Oliveira faz grande jogada e bate forte, o goleiro espalma e Kardec perde o rebote, aos 13 minutos. O gol parecia inevitável, e saiu dali a pouco.

Em jogada iniciada por Valdivia, Leandro chutou, o goleiro espalmou, Alan Kardec dominou e deu passe açucarado para Wesley. O volante não vacilou e finalizou com força, ampliando o marcador e levando a massa alviverde ao delírio. Logo a seguir, quase Leandro faz o seu, aos 19 minutos.

Desse momento em diante, o Palmeiras soube controlar a posse de bola e pouco proporcionou ao adversário de Bragança Paulista. Os lances claros de gol escassearam, mas não as boas jogadas, especialmente as saídas dos pés de Valdivia, que para variar apanhou muito e agitou muito a partida.

No fim das contas, o 2 a 0 se mostrou bastante justo, e classificou o Palmeiras para jogar a semifinal do Paulistão 2014 no próximo domingo (30) no Pacaembu contra a equipe do Ituano, a melhor defesa do torneio até aqui.

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Fernando Prass6,0 – Seguro como sempre, não trabalhou muito, pois o ataque adversário era bastante limitado.

Wendel6,0– A garra e a determinação habituais. Saiu contundido aos 38 minutos dando lugar a Vinícius- sem nota, que não teve tempo para fazer muita coisa.

Lucio6,0– Boa partida como líder do time, embora às vezes vá ao ataque um pouco além do que deveria. Mas não comprometeu.

Tiago Alves 6,5– Soube segurar o ímpeto dos atacantes adversários, sem dar muitas chances a eles.

Juninho7,0 – Bom no apoio e muito bom na defesa, errando pouco e se redimindo dos poucos erros logo a seguir.

Marcelo Oliveira6,0 – Muita disposição para marcar, além de ter quase marcado um golaço no segundo tempo.

Wesley6,5– Bom retorno ao meio-campo alviverde, com direito a um gol de puro oportunismo na hora decisiva da partida.

Bruno Cesar6,0– Vai aos poucos retomando sua melhor forma física, com direito a bons chutes a gol e assistências. Substituído por Egúren- 5,5-, que correu bastante e ajudou a fechar o meio-campo.

Valdivia7,5– O craque do time fez jus à sua fama, com boas assistências, toques de pura categoria e sofrendo inúmeras faltas.

Leandro5,5– Ainda abaixo de seu melhor futebol, mas ao menos mostrou disposição e alguns lampejos positivos. Substituído aos 32 minutos por Patrick Vieira- sem nota, que entrou com o jogo decidido e não teve muito o que fazer em campo.

Alan Kardec7,5– A frieza do artilheiro funcionou como de praxe no primeiro gol, e se mostrou presente em boas assistências e finalizações durante a partida.