Verdão detona Vitória e se firma no terceiro lugar

Se julho foi o mês mais seco do ano em São Paulo, pelo visto agosto tem tudo para se tornar um dos mais chuvosos. Que o digam os jogadores de Palmeiras e Vitória, que tiveram de encarar um verdadeiro dilúvio, e poças dignas do pantanal mato-grossense. Não era um cenário muito adequado para nós. Felizmente, esse clima negativo foi bem superado, e a vitória por três a zero nos consolidou na terceira posição do campeonato.

Desde o início, ficou claro que o principal desafio para as duas equipes seria o domínio de bola, levando-se em conta a situação causada pela chuva. Os comandados de Vanderlei Luxemburgo aos poucos encontraram os atalhos necessários.

Após sofrer com boa cobrança de falta de Ramon, defendida por Marcos, e ver Alex Mineiro fazer boa jogada e chutar para fora, aos 16 minutos a torcida soltou seu primeiro grito de gol: Valdívia, em escanteio bem cobrado por Evandro que Alex Mineiro ajeitou, também de cabeça, para o mago. A partir daí, Diego Souza conseguiu perder dois gols mais do que feitos, enquanto a equipe baiana criou pelo menos duas boas oportunidades, uma salva pelo Marcão.

O segundo tempo começou com Alex Mineiro, logo aos 5 minutos, mostrando seu faro de gol, finalizando de cabeça bela bola cruzada por (mais uma vez) Evandro, cobrando falta. Na seqüência, o Santo da meta alviverde concretizou mais um milagre.

O domínio palmeirense passou então a ser total, com diversas chances nítidas sendo desperdiçadas. Até que, aos 35 minutos, Sandro Silva fez ótimo desarme no meio canto e, em arrancada sensacional, mandou para as redes do time baiano, em um dos gols mais bonitos da nossa campanha até o momento.

Grandes atuações especialmente de Evandro, Alex Mineiro e Valdívia, se bem que o time esteve muito bem equilibrado. E louve-se a volta de Pierre, que entrou aos 28 minutos no lugar de Evandro e foi bastante aplaudido pelos torcedores.

*****

Ouça também o Torpedo Verde, o boleim diário da Rádio Mondo Palmeiras.