Verdão decide no Chile seu futuro na Libertadores

Hoje, acabaram-se as contas, o “precisa disso” ou “precisa daquilo”. A partir das 21h50 da noite, em Santiago, Chile, o Palmeiras entra em campo dependendo de um único resultado contra o Colo Colo para se classificar para as oitavas de final da Taça Libertadores da América de 2009: a vitória. Se empatar ou perder, adeus, primeiro semestre, e bem vinda, pré-temporada visando o campeonato brasileiro.

Para felicidade geral da nação alviverde, os desfalques serão apenas aqueles já previstos, ou seja, Edmilson e Sandro Silva, que só retornam daqui a três meses. De resto, Vanderlei Luxemburgo poderá escalar até mesmo Willians, que retorna após contusão que o deixou de fora por um bom tempo.

Ele admite não estar cem por cento, mas como é atleta importante no esquema atual do Verdão, tem tudo para jogar, ao menos por um tempo. A escalação provável para a decisão de hoje: Marcos, Fabinho Capixaba, Maurício Ramos, Danilo e Pablo Armero; Pierre, Marcão, Cleiton Xavier e Diego Souza; Willians (Lenny ou Ortigoza) e Keirrison.

A imprensa comentou acerca da possibilidade de Jumar Bianchi entrar com a camisa titular, mas prefiro nem pensar nessa hipótese, para não começar a roer as unhas a partir de agora. Se ganhar hoje é a única forma de avançarmos no mais importante torneio do futebol sul-americano, a posição na qual ficaremos dependerá do resultado da outra partida do grupo, entre LDU do Equador e Sport Recife, em Quito.

Empate ou vitória garantem a equipe pernambucana no primeiro posto do grupo 1. Se perder e o nosso Alviverde Imponente detonar o Colo Colo, seremos nós os campeões do grupo. Vale a torcida dupla, por nós e pela LDU, por resultados que nos renderiam a chamada noite perfeita.

Yes, we can!