Verdão dá show em Ribeirão Preto e goleia Botafogo


Por Fabian Chacur

Foi um verdadeiro massacre. Com um belo desempenho coletivo, o Palmeiras enfiou 6 a 2 no Botafogo em plena Ribeirão Preto, na tarde deste domingo (11). As quase 18 mil pessoas presentes puderam ver uma partida repleta de gols e boas jogadas.

Nos primeiros 20 minutos de jogo, houve quem ficasse com a pulga atrás da orelha. Será que teríamos um novo 0 a 0? Afinal, o goleiro botafoguense Juninho fez pelo menos quatro belas defesas, em chutes de Maikon Leite (6 minutos), Marcos Assunção e Juninho (aos 11 minutos) e Barcos (aos 14 minutos).

De quebra, o goleador alviverde ainda perdeu gol feito aos 18 minutos, após bela jogada de Maikon Leite.

Mas aos 23 minutos, não teve jeito. Marcos Assunção cruzou na área e Marquinho cabeceou contra a própria meta. Gol, que o juiz acabou creditando a Valdívia, que estava pertinho da jogada e entrou como titular pela primeira vez após sua contusão.

Aos 27 minutos, o juiz deixou de marcar um pênalti claríssimo em João Vitor. Maikon Leite, o melhor em campo na primeira etapa, recebeu belíssimo lançamento de Juninho aos 35 minutos, livrou-se bem de seu marcador e fez um golaço, ampliando o marcador.

Jogando de forma coletiva e com tranqüilidade, o Palmeiras liquidou o jogo logo aos 9 minutos, quando Barcos finalizou com facilidade após belíssima trama feita por Márcio Araújo, Juninho e Valdívia, na jogada mais bonita da partida em termos coletivos.

Aos 14 minutos, Marquinhos tomou o segundo amarelo e foi expulso. Pouco depois, Felipão colocou Daniel Carvalho no lugar de Maikon Leite e Patrik na vaga de Marcos Assunção.

Como é praxe em times brasileiros, o Verdão deu uma relaxada com a boa vantagem no placar, e o Botafogo aproveitou aos 32 minutos para fazer seu primeiro gol, com Alessandro de cabeça.

Aos 34 minutos, Ricardo Bueno substituiu Valdívia e, em seu primeiro toque na bola, cabeceou com precisão e ampliou o marcador, aproveitando bela cobrança de falta de Daniel Carvalho. 5 a 2.

Aos 41 minutos, o valente time do Botafogo fez mais um, com o zagueiro Marco Aurélio dando uma de centroavante. Aí, o Alviverde Imponente resolveu jogar de novo.

Aos 45 minutos, Daniel Carvalho fez belíssima jogada e mandou um chutaço, que o goleiro Juninho espalmou. O Juninho lateral aproveitou o rebote e fez o nosso quinto tento.

De cabeça quente, o goleiro adversário fez um pênalti bobo em Juninho e ainda levou o vermelho, deixando a bomba de tentar defender a penalidade nas mãos de Alessandro.

Só que Barcos nem tomou conhecimento do adversário e, aos 49 minutos, deu números finais à partida, com um 6 a 2 mais do que justo para a equipe de Palestra Itália, agora vice-lider do Paulistão.