Valdívia faz dois e Verdão agora é terceiro


Há horas em que nada como uma confusão para levantar o moral de um jogador. Após o incidente ocorrido no jogo contra o Flamengo, Valdívia pediu desculpas a Luxemburgo. A pá de cal nessa história besta ocorreu na tarde de hoje, quando, com dois gols, o Mago nos proporcionou a vitória de dois a um contra o Ipatinga, em partida de baixo nível técnico e na qual o nosso Verdão cansou de perder gols. O resultado nos colocou na terceira colocação do campeonato, com 31 pontos, atrás apenas de Grêmio (35) e Cruzeiro (33).

Em luta desesperada para fugir do rebaixamento, a equipe mineira até que tentou bater de frente com o Verdão, mas em pouco tempo provou ter pequena capacidade de criação. Aos 12 minutos, Valdívia faz de cabeça, em jogada iniciada por ele que caiu nos pés de Elder Granja, cujo cruzamento foi milimétrico. Cheiro de goleada no ar. Aos 37, Kleber toma amarelo totalmente injusto, prova de que, sim, está sendo marcado sob pressão pelos árbitros, também. Alex Mineiro, artilheiro do campeonato, não estava em partida inspirada, e chutou para fora aos 41 minutos pênalti sofrido por ele próprio. E também teve um gol de Gladstone, anulado.

A segunda etapa se iniciou com Kleber perdendo gol feito, cara a cara. Na tentativa de dar uma injetada de energia na partida, Luxa tirou Jumar e Diego Souza para as entradas de Martinez e Evandro. O toque de bola ficou até aceitável, mas as conclusões permaneceram precárias. Enquanto isso, os raros contra-ataques do Ipatinga levavam perigo, como uma bola chutada na trave de Marcos por Kempes aos 15 minutos.

A tranqüilidade só surgiu na face do palmeirense quando Valdívia acerta belo chute e emplaca o segundo gol do Palmeiras, em bela jogada iniciada por Evandro. O Ipatinga ainda conseguiu descontar, aos 45 minutos, com Adeilson, mas já era tarde, felizmente, e Denílson, que entrou aos 31 minutos na vaga de Kleber, ajudou a segurar a bola.