Valdívia deixa em aberto o seu futuro no Palmeiras

Quem assistiu a entrevista coletiva concedida pelo Valdívia nesta tarde na Academia de futebol do Verdão percebeu que o atleta ainda se recupera do trauma causado pelo sequestro relâmpago na última semana e que foi sincero em relação ao seu futuro no clube.

Respondendo a várias questões sobre o sequestro, Valdívia disse que sua esposa sofreu assédio do bandido e que ela não pretende, pelo menos por enquanto, retornar ao País com medo de uma retaliação por parte de algum comparsa de seu sequestrador, que se encontra preso.

O jogador confessou também que está em dívida com a torcida palmeirense, que tem um grande carinho pelo clube que o projetou para o mundo, e que pode continuar por aqui caso consiga convencer a sua família de que é possível viver no Brasil.

Aí é que está o problema…será que ele vai conseguir? Acho difícil que isso aconteça, mas é só palpite meu.

Valdívia disse também que seguirá treinando até que o seu futuro seja definido e que não haverá novela: nos próximos dias saberemos se ele continua no Verdão ou não.

Gostaria que ficasse por aqui e voltasse a ser aquele jogador de 2008 que encantou toda a torcida. Isso talvez seja mais fácil do que seu agente arrumar um time disposto a pagar uma multa milionária para ter um atleta que sofre seguidas lesões e, infelizmente, não consegue ter uma boa sequência de partidas. Concorda?

Ah, Valdívia também se emocionou ao falar sobre a vitória sobre o Grêmio, que foi dedicada a ele pelos principais jogadores do time. Lembrando que ele pode jogar a partida de volta, na Arena Barueri.

Abraço a todos!