Vai ficar por isso mesmo, Sr. Arnaldo Tirone?

Por Flavio Canuto

Um dos principais, senão o principal problema do Palmeiras é o ambiente nefasto que os atletas e a comissão técnica têm que se submeter no dia a dia da Academia de futebol do clube.

A reportagem de ontem do repórter Danilo Lavieri, do iG, expõe de maneira clara, alguns dos principais entreveros envolvendo funcionários, dirigentes, jogadores, e membros da comissão técnica do clube.

Os principais players, no caso, são o coordenador técnico, Galeano, e o gerente administrativo, Sérgio do Prado.

A rixa entre os dois, segundo a reportagem, é antiga e tem atrapalhado muito a relação entre a comissão técnica, os jogadores, e também com as alas políticas do clube que acabam inundando os abutres da grande mídia com fofocas quase que diariamente.

O repórter apenas teve a coragem para expor, baseado em vários depoimentos, uma situação que já se arrasta há muito tempo, e que era de conhecimento de todos que acompanham o clube mais de perto.

Muitos reclamam que os clubes viraram reféns de jogadores. Tudo leva a crer que no Palmeiras o problema é ainda mais grave, pois estamos sofrendo por conta de meros funcionários do clube.

Se o clube fosse uma empresa privada, ou se o departamento de futebol fosse profissionalizado, os dois seriam demitidos imediatamente. Ou não?

Agora, depois de tudo escancarado, não tem cabimento o presidente Arnaldo Tirone fingir que não sabia de nada.

Ele tem o dever de agir, e explicar publicamente o que foi feito para resolver o problema.

Afinal, quem hoje manda no Palmeiras?

Abraço a todos!