Uma mentira repetida até virar verdade…

A briga pela artilharia do Campeonato Paulista foi emocionante. Kléber Pereira e Alex Mineiro duelaram até os jogos finais para decidir quem seria o goleador da competição, e para ver quem ficaria com a bagatela de 300 mil reais.

Pois bem, o campeonato acabou, o Palmeiras sagrou-se campeão, Alex Mineiro foi o artilheiro, com 15 gols, e todos os jornais, sites, rádios, programas de TV, e até Mondo Palmeiras anunciava que o camisa 9 do Verdão dividiria o prêmio com os integrantes da comissão técnica.

Semanas após a grande final, a FPF emite o seguinte comunicado:

“A Federação Paulista de Futebol informa que em nenhum momento veiculou a informação de que seriam pagos trezentos mil reais como prêmio ao artilheiro do Campeonato Paulista de 2008.

Os prêmios pagos em dinheiro pela FPF são para: campeão e vice da competição; campeão da Troféu do Interior; primeira e segunda melhores rendas da fase classificatória, melhor árbitro e melhor árbitro assistente.”

Não vem ao caso, nesse momento, saber quem foi que espalhou esta mentira até que ela virasse verdade. A verdadeira questão que fica no ar é: por que a FPF demorou tanto tempo para desmentir esta informação?

Alguém faz idéia? Eu não.