Treinador de fundamentos: idéia absurda?

chamada21.gif

Após assistir a performance de nosso querido Verdão em várias partidas neste 2007, incluindo a da última quarta contra o Ipatinga, uma idéia das mais óbvias me veio à cabeça. Em tempos não tão distantes, os goleiros brasileiros pecavam pela irregularidade, com não muitas exceções.

A partir de meados dos anos 70, surgiu a figura do treinador de goleiros, que passou a ser uma espécie de anjo da guarda dos jogadores que ocupam essa posição. Deste então, o nível desses profissionais melhorou a ponto de já exportarmos goleiros mundo afora. Pois bem. Se existe um funcionário de comissão técnica especialmente para tal tarefa, porque não contratar um Arce da vida, por exemplo, para ensinar laterais e meio-campistas a cruzar, por exemplo? Ou um Evair para ensinar a bater faltas, pênaltis e finalizar?

Ou mesmo um Mazinho para dar as dicas de como desferir passes certeiros, lançamentos etc? Não era exatamente fã de Telê Santana, mas esse mérito ele tinha: ia no campo e ensinava seus jogadores a bater na bola da forma correta. Vide o Cafu, por exemplo, que melhorou muito após ser instruído pelo sempre mal-humorado mineiro de Itabirito. Ao invés de gastar dinheiro com assessores inúteis, ou ene vice-presidentes, ou outros “profissionais” do gênero, seria um investimento muito mais lógico, e muito mais produtivo.

É óbvio que teríamos de contratar gente como os citados acima, que sabiam fazer no campo e terão o respeito dos boleiros novos. Porque é ridículo ver tanto profissional da bola que não sabe nem mesmo os fundamentos da sua profissão, e pior é observar que os clubes pouco ou nada fazem para corrigir essas deficiências de seus atletas. Que acham da idéia? Posts já, please!