Torcedor alviverde se mostra realista em votação

Por Fabian Chacur

O site Verdazzo está realizando desde o dia 7 (quarta-feira) uma pesquisa com o torcedor alviverde cujo objetivo é saber sua opinião sobre quem deve ficar e quem deve ir embora do elenco do Palmeiras em 2012.

O resultado final será encaminhado ao gerente de futebol do clube, César Sampaio, como uma espécie de ajuda para que o profissional possa tomar as devidas decisões.

Os resultados obtidos até o dia de ontem (quinta-feira, 8 de dezembro) mostram, no geral, que o torcedor aprendeu a ser pragmático e também a não mergulhar em um radicalismo niilista.

Devemos ter em mente que, levando-se em conta a realidade do futebol atual e também da “ousadia” dos dirigentes que comandam hoje o Palmeiras, não dá para esperar muitas mudanças.

Isso explica o porquê de alguns jogadores bastante contestados conseguirem resultados favoráveis às suas permanências por aqui.

Os exemplos mais claros dessa postura são Maurício Ramos (97% de aprovação), Leandro Amaro (81% de aprovação), Chico (63% de aprovação) e até mesmo Fernandão (55% de aprovação).

Os reprovados são atletas que conquistaram um verdadeiro consenso negativo em torno de suas performances no Palmeiras durante 2011. São eles: Tinga (91% de reprovação), Rivaldo (97% de reprovação), Ricardo Bueno (79% de reprovação), Dinei (92% de reprovação), Paulo Henrique (80% de reprovação),  João Vitor (82% de reprovação) e Vinícius (62% de reprovação).

Ou seja: de um total de 23 atletas avaliados pelo torcedor, apenas seis foram rejeitados, sendo três deles do ataque, de longe o setor mais deficiente do Verdão durante mais este ano sem alegrias futebolísticas.

Por sua vez, apenas um jogador de defesa, o lateral Paulo Henrique, que por sinal teve raríssimas oportunidades no time, foi rejeitado, o que mostra aprovação do setor defensivo por parte dos internautas.

Dou meus parabéns ao Verdazzo pela oportuna pesquisa e também aos eleitores, pois no momento o melhor para o Palmeiras parece mesmo ser usar o bom senso na hora de planejar o nosso 2012, aproveitando o que temos de melhor e trazendo jogadores que possam fazer a diferença nas posições mais carentes.

Agora, é rezar para que os primeiros nomes veiculados como possíveis reforços para 2012 não sejam a tônica de quem de fato virá, pois, se isso se confirmar, o treinador Scolari não terá sequer carne de segunda para dar uma melhorada no seu PF futebolístico…