Todo mundo embolado após rodada lamentável

Campeonato de pontos corridos é assim. Tem rodadas em que tudo dá certo. Em outras, ocorre exatamente o oposto. Nem é preciso dizer em que caso a décima terceira (toc, toc, toc!) rodada do brasileirão 2008 se encaixa, no caso do Palmeiras. Quem não poderia ganhar, ganhou. Quem não poderia perder, perdeu. Resultado: do quarto lugar, caímos para o sexto, com 21 pontos ganhos, originados em 6 vitórias, 3 empates e 4 derrotas, 21 gols a favor e 16 contra, saldo positivo de cinco tentos. Sobrou, ao menos, uma boa notícia: o fato de estar tudo embolado no grupo de elite.

O Flamengo do glorioso Caio “Vá Te Qatar” Júnior engrenou duas derrotas consecutivas, e está agora com 26 pontos. Ainda é o líder do torneio, mas não tem gordura alguma para queimar. O Grêmio vem a seguir, com 25 pontos, quatro a mais do que nós.

O terceiro é o Cruzeiro, com 24 pontos e três a nossa frente. Fecha a zona de classificação para a Libertadores o Vitória, com 23 pontos, mesma pontuação da equipe de Muricy Sem Dentes (que tem uma vitória a menos do que os baianos). Como jogaremos contra o Grêmio no próximo final de semana, se vencermos nossas próximas duas partidas (a outra é contra o Santos, na quinta-feira), quem sabe a volta ao G 4 possa ocorrer de forma mais rápida.

Na verdade, o grande problema é a má fase pela qual a equipe treinada por Vanderlei Luxemburgo passa no momento. Nas últimas cinco partidas, tivemos apenas uma vitória (Fluminense), com dois empates (Atlético Mineiro e Figueirense) e duas derrotas (Jardim Leonor e Goiás). Fizemos oito gols e tomamos os mesmo oito, prova de que a defesa precisa se acertar novamente.

A performance da equipe fora de casa é péssima até o momento, com apenas uma vitória em sete partidas, sendo dois empates e quatro derrotas. Time que só pontua em casa não vai muito longe, como o próprio treinador afirmou, na entrevista coletiva realizada após mais uma derrota no campo adversário.