Quero um time para jogar na nossa Arena!

Por Flavio Canuto

Sei que todos estão discutindo ainda sobre o pênalti perdido pelo Assunção (que já nos salvou tantas vezes), e pelo empate com sabor de derrota com o Cruzeiro.

O que me assustou de verdade foi o que se seguiu depois nas arquibancadas, aqui em Mondo Palmeiras, em outros sites palmeirenses e até mesmo no vestiário do Pacaembu. Bastou um erro para que a melancolia tomasse conta do palmeirense que ainda acompanha o time.

Se olharmos a tabela de classificação, ainda é matematicamente possível conquistar o título do Brasileirão, mas friamente ninguém acredita no Palmeiras.

Eu não acredito, você não acredita, e nem mesmo o Felipão acredita que isso seja possível de fato, e está disposto até a “arriscar” um pouco mais.

“Dificilmente vamos descer para a segunda divisão com a pontuação que temos. Para garantirmos a vaga na Copa Sul-Americana, precisamos de mais 10, 12 pontos. Não temos muito a perder, então nossa ideia é arriscar mais e seja o que Deus quiser. Já nesta semana vou passar isso aos meus jogadores”, disse o treinador.

Não sei exatamente o que ele quis dizer com “arriscar”, mas acho que seria importante aproveitar esse momento sem maiores riscos para buscar uma espécie de pacto entre torcida, dirigentes e sócios do clube para repensar o futebol do Palmeiras.

Mudar como o futebol é gerido, o estilo de liderança sobre os atletas, acabar com o “fogo amigo”, etc…se o Felipão não conseguir iniciar isso, não vejo outra pessoa que possa ao menos tentar.

Com o ambiente inóspito que temos hoje na Academia de futebol, NENHUM grupo de jogadores ou treinador será capaz de conseguir bons resultados.

Passaram por aqui nos últimos anos os melhores técnicos do País, centenas de jogadores (muitos deles de boa qualidade técnica), mas todos fracassaram igualmente.

Com muito custo, e graças a nossa rica história, teremos em pouco tempo o estádio mais moderno do Brasil. Como não conseguimos montar um time de futebol decente? Não é possível isso.

Um time com o DNA vencedor como o Palmeiras não pode viver em meio a tantos fracassos, e imerso num ambiente que leva todos ao erro.

Será que estou viajando demais ou é isso mesmo?

Abraço a todos!