Sim, acabou o tabu de 19 anos…

Nos dias que antecederam a partida entre Internacional x Palmeiras, muito se falava sobre o tal tabu que já durava 19 anos. Do jeito que falavam, parecia que o Palmeiras jamais voltaria a vencer no Beira Rio.

Bem, o que quase ninguém atentava é que o Palmeiras ainda (e continua sendo) o líder do Campeonato Brasileiro, que o Gabriel Jesus é o artilheiro do torneio e que o Palmeiras vive um momento muito melhor que o Internacional.

Ah, sim…deram muita atenção para a estreia do Falcão, um ídolo do time gaúcho. Também o respeito, mas o time que entrou em campo hoje ainda era o time do péssimo Argel. Nenhum técnico consegue mudar uma equipe com apenas três treinos, senhores!

Já o Palmeiras era o mesmo time que atuou contra o Santos, mas o time ainda contava também com a velocidade de Erik, Gabriel Jesus e Roger Guedes.

Bem, o Gabriel Jesus não estava numa tarde feliz.Perdeu pelo menos dois gols feitos e poderia ter decidido a partida já no primeiro tempo. Errou esses gols, mas tenho certeza que ainda fará outros nesta temporada antes de partir para…a Europa. Melhor colocar desta forma.

Mais uma vez, fizemos um gol logo no início da partida, de novo com o Erik e desestabilizamos o Inter. Só deu Palmeiras no primeiro tempo e apenas na segunda etapa é que eles voltaram com algum ímpeto buscar pelo menos o empate. Não conseguiram chutar uma bola ao gol.

Fernando Prass quase não trabalhou na partida porquedefensivamente o Palmeiras é um time muito forte. Começando pelo meio-campo, onde Tche Tche e, principalmente, Thiago Santos não dão espaço pra ninguém. Que partida impecável do Thiago!

Do lado direito, Jean continua muito bem, mesmo quando não desce tanto ao ataque e o Palmeiras sente muito a sua ausência. Edu Dracena é um reserva que muitos times por aí gostariam de ter como titular.

Vitor Hugo está cada vez melhor, seja por baixo ou no jogo aéreo. Isso sem contar que, volta e meia faz os seus gols, é um ótimo cabeceador.

E quem diria que o Zé Roberto, com 42 anos, iria tomar a vaga do Egídio e jogar em alto nível contra adversários bem mais jovens. Esse sim é um fenômeno!

Cuca escorregou quando foi chutar uma bola, mas foi muito bem nas alterações. Dudu botou velocidade no jogo (com ele, o Palmeiras quase conseguiu o segundo gol), enquanto Rafael Marques entrou para segurar o William.

Sim, vamos sentir falta do Gabriel Jesus e do Fernando Prass, mas tenho certeza que a estrutura e forma de jogar do time não será alterada.

E alguém duvida que o Allianz Parque estará lotado no próximo domingo? Se cuida, Atlético-MG…

Abraço a todos!