Será que ainda dá para o Verdão na Libertadores 2009?

A performance inicial do Palmeiras na Taça Libertadores da América 2009 não poderia ter sido pior. Duas partidas, duas derrotas, três gols pró, absurdos seis contra, saldo negativo de três e zero pontos ganhos. Lanterna do grupo, que é liderado pelo Sport Recife, com duas vitórias, quatro gols a favor, um contra, saldo positivo de três e com seis pontos ganhos. 

Em segundo, o Colo Colo do Chile, com uma vitória e uma derrota, quatro gols a favor, três contra, saldo positivo de um e três pontos ganhos. A LDU do Equador está empatada com a equipe chilena, com uma vitória e uma derrota, também, mas perde para o adversário no quesito saldo de gols, pois fez três e tomou quatro, com saldo negativo de um. A derrota para o atual campeão da Libertadores em sua casa pode ser considerada tolerável, mas perder em casa para uma equipe que havia sido vencida em seus domínios na primeira rodada é o tipo do deslize imperdoável. Seja como for, já ocorreu, não tem volta. E agora?

No dia 12, ou seja, na próxima quinta-feira, Colo Colo e LDU se enfrentam no Chile. A partir daí, nosso grupo entra em recesso, só voltando no dia 8 de abril, quando enfrentaremos o Sport em Recife. No dia seguinte, LDU e Colo Colo medem forças novamente, só que em Quito. O Verdão pega na seqüência o Sport e a LDU em casa, respectivamente nos dias 15 e 21, enquanto o Sport joga em casa contra o Colo Colo no dia 22. 

A rodada final ocorre no dia 29, com LDU e Sport e Colo Colo e Palmeiras. Vale lembrar que até a partida do dia 8 de abril, teremos jogado mais nove partidas pela fase de classificação do Paulistão, incluindo uma no dia 28 de março contra o odioso time do Jardim Leonor.

Chega de números. Vamos à expectativa. Para manter acesa a esperança de classificação para as oitavas de final da Libertadores, uma vitória em Recife se faz mais do que necessária. O empate nos levará para a UTI, e a derrota, à eliminação praticamente garantida. Se houver vencedor no jogo entre Colo Colo e LDU, a coisa fica ainda mais complicada. Ou seja, daqui pra frente, só a vitória irá nos interessar, nos quatro jogos que nos restam. Sendo muito otimista, três vitórias e um empate até poderão nos garantir a vaga, mas apenas se houver um perde-ganha entre nossos rivais.

E você, qual a sua opinião sobre esse desafio?