Sem Paulistão, Palmeiras tem folga e planejamento

Por um lado, a derrota para o Santos nos pênaltis e a eliminação do Campeonato Paulista não foram tão ruins. Como só joga no dia 14 de maio, o Palmeiras tem 15 dias (tirando os dois dias de volta pra casa) para uma estratégia para encarar o Tijuana.

Gilson Kleina optou por treino na sexta e folga sábado e domingo para os jogadores do Verdão. Assim, o treinador quer usar o tempo livre para descansar e estudar os pontos fortes da equipe mexicana.

Com alguns desfalques importantes por causa de lesões, o Verdão está redobrando atenção com a recuperação física dos jogadores. Porém, apesar da folga e de não ficar confinado a semana toda, o clima no Palmeiras ainda é de concentração total.

******

Paulo Nobre não escapou da caixinha do atraso. Segundo regra entre os jogadores, quem se atrasa, paga 100 por minuto e a grana é dividida entre os funcionários. O presidente se atrasou 5 minutos, portanto, teve que pagar 500 reais ao goleiro Bruno, que não sabia que dirigentes participavam da brincadeira.

Particularmente, se eu participasse dessa caixinha, teria que deixar meu salário com os jogadores.