Em boa fase, Robinho desconversa sobre a busca por um “camisa 10”

O Brasil dança ao som do Carnaval, mas nesta segunda-feira o elenco do Palmeiras se reapresentou na Academia de futebol e trabalhou normalmente, pois na quarta-feira já tem jogo.

O Palmeiras viaja ainda nesta terça para a bela São José do Rio Preto, onde enfrenta o Oeste, pelo Paulistão 2016.

Na entrevista coletiva, o escolhido foi o meia Robinho, que foi questionado sobre a “falta de um camisa 10”. Em boa fase, com boas assistências em 2016, Robinho tirou de letra o assunto:

“Eu nem ligo. Estou nem aí. Deixo falar e faço o meu trabalho. Em dois jogos dei três assistências, alguns chutões errados que acabaram dando certo. Faço a minha função e deixo as pessoas pedirem outros jogadores. Se chegar outro meia vou trabalhar do mesmo jeito”, disse Robinho.

Se eu fosse o Robinho, eu perguntaria quem é o “camisa 10 clássico” que todos estão idealizando ainda no futebol brasileiro. Até concordo que podemos contratar um outro meia mais qualificado para esta temporada, mas esse tal meia à moda antiga que estão dizendo que o Palmeiras supostamente precisa é uma ilusão.

Temos o Robinho, o Allione é uma ótima opção para a posição. E ainda temos o Régis e o surpreendente Moisés que terá a sua papelada regularizada ainda nesta semana.

Baseado no que vi contra o São Bento, acredito que temos outras carências ainda mais urgentes em outros setores. Ou não?

Abraço a todos!