Raposa Felpuda, Manolo chega causando uma ótima impressão

A apresentação de um treinador é quase sempre a mesma coisa. Perguntas capciosas e o profissional recém-chegado tentando expor quais serão as diretrizes do seu trabalho. Muitas vezes, eles não têm nem ideia de qual será ela. 

O Mano deu mostras que sabe muito bem o tamanho do Palmeiras (e da encrenca) e também que aprendeu muito nas passagens por outros clubes e, principalmente, pela Seleção Brasileira. 

O treinador se saiu muito bem na sua primeira coletiva. Escapou muito bem das perguntas mais difíceis (foram poucas), mostrou conhecimento sobre as categorias de base do clube e relevou a rejeição de boa parte da torcida. E quando ele começa? Agora mesmo.

 

Dirigirei a equipe no sábado, estarei no banco. Estarei acompanhado dos profissionais que conduziram os trabalhos durante a semana, mas, a partir de hoje, começo a direcionar a formação que a equipe usará neste jogo. Acho importante a presença do técnico no banco, mesmo que seja emblemática para o início de uma nova Era”, disse ele.

Respeito todos que não gostam do Manolo. Eu também nunca gostei desse estilo de futebol gaúcho (prefiro os baixistas) que virou um padrão em Itaquera, mas vou apoiar até quando der. 

Vamos falar muito mais sobre essa troca no comando no Bate-papo entre amigos de hoje à noite. Fique ligado.

Abraço a todos!