Quem não deve não teme as eleições diretas, o voto aberto, etc…

Raul Bianchi costuma dizer que o Palmeiras é o único time do País no qual o torcedor sabe o nome de vários de seus diretores. Isso não acontece por acaso.

Volta e meia, notícias sobre o podre jogo político do clube aparecem nas manchetes dos principais portais e jornais do País.

Seja para ter o direito de construir a sua nova casa ou para que os sócios tenham direito a voto, os torcedores palmeirenses têm de se mobilizar contra uma minoria que insiste em comandar o clube como se fosse um feudo, onde o departamento de futebol é dirigido como se fosse uma piscina, uma sauna…ou até uma lanchonete.

Hoje, na Academia de futebol, finalmente será votada a proposta para as eleições diretas para sócios do clube social. Mondo Verde se orgulha de ter publicado, ao lado de outros sites palmeirenses, o manifesto PALMEIRAS JÁ, de autoria de Miguel Nicolelis e Roberto Giannetti da Fonseca.

A partir daquele momento, a possibilidade de o presidente do Palmeiras ser escolhido pelos seus sócios, que já era discutida internamente no clube, acabou se tornando um dos principais assuntos entre os palmeirenses de todo o planeta cansados de ver o clube mais vitorioso do Brasil sendo gerido de forma tão precária e amadora.

Já até perdi as contas de quantos protestos pacíficos, manifestações populares, organizadas basicamente pela internet foram realizadas desde então, fazendo com que aquilo que parecia um sonho distante se tornasse algo possível, vital e irreversível para o futuro do Palmeiras.

Hoje, mais uma vez, o torcedor palmeirense estará na frente da Academia de Futebol, na Av.Marquês de São Vicente, para pressionar, de forma pacífica como sempre acontece, os membros do tal Conselho para que a proposta das Diretas seja aprovada.

Ainda que não seja possível decidir pelas Diretas já (e não apenas em 2014, como foi acordado) e se o sócio-torcedor não terá ainda direito a voto, esperamos que o voto de cada conselheiro seja ABERTO.

A quem interessa o voto secreto numa votação como essa? O conselheiro não é um simples eleitor. Ele foi escolhido para representar a vontade dos sócios (e torcedores) e deve satisfação a eles assim como um deputado no Congresso.

Claro que aqueles que pretendem manter o Palmeiras na situação que está, que se opõem a qualquer tipo de modernização e/ou participação da maioria que realmente sustenta o clube são contra o voto aberto, a Arena, as eleições diretas, etc…

Mas como em qualquer democracia, a vontade da maioria deve prevalecer e assim será…mesmo que demore um pouco mais.

Abraço a todos e até mais tarde!