Quem foi que disse que já estamos salvos da degola?

Nos últimos anos, a torcida palmeirense foi rotulada como “maníaca-depressiva”, “bipolar” entre outros adjetivos que não são dignos de orgulho.

É verdade. Em algumas ocasiões, achamos que o time é o pior do mundo e, poucas horas depois, achamos que vamos conquistá-lo em uma questão de meses.

Na última semana, no entanto, um outro tipo de comportamento tomou conta de todos. Depois da suada vitória sobre o lanterna Bahia, começou a se repetir uma inverdade: “o Palmeiras se livrou do rebaixamento”.

Em seguida, matemáticos apareceram com aqueles cálculos malucos que levaram a todos para um estágio quase que anestésico. “Não cai mais”, “o pior já passou” era o que mais se ouvia entre os palmeirenses e até mesmo na grande mídia.

Até mesmo os candidatos a presidente do Verdão entraram nessa e começaram a falar sobre “limpa no elenco”, renovação de contrato de alguns atletas, etc. Assuntos que só deveriam ser abordados após o campeonato ou quando houvesse 0% de chance de degola.

Depois da derrota para o time reserva do Atlético-MG, muita gente se tocou e voltou a falar sobre a necessidade de conquistar mais pontos, etc.

Pois é. Errou tanto quem dizia que o Palmeiras já estava rebaixado (lembram dessa fase?) como quem estava tranquilão nos últimos dias.

Sabemos que o time é fraco, mas nem tanto assim como vimos neste último sábado. Será que o pessoal se acomodou também? Não sei.

A verdade é uma só: temos que manter a concentração e o foco até que não haja nenhum risco de rebaixamento. Ainda precisamos de pelo menos seis pontos e eles não vão cair do céu, senhores.

Abraço a todos!