Quem é o meia de ligação/criação do Palmeiras?


Começo de temporada (ou pré-temporada extendida) serve principalmente para acertar o time e azeitar as peças do elenco. Talvez o mais importante seja mesmo apontar o que está errado na parte tática e temos tempo para deixar tudo pronto para quando tudo começar pra valer. Sim, o dérbi vale muito e todos ODEIAM perder.

O que parece claro até agora é que já temos jogadores definidos para todas as posições. Para algumas delas, temos até duas opções em alto nível, mas não vejo isso ainda para o coração do time: o meio-campo.

Temos dois volantes de alto nível, mas ainda falta um bom meia de criação. Não dá pra contar o tempo todo com a boa vontade do Felipe Melo, que está voando em campo. Se o meio-campo não funciona, o time acaba sendo refém dos cruzamentos na área e dos chuveirinhos.

Da mesma forma, não dá pra ficar esperando que o Lucas Lima o dia em que irá desencantar. Sejamos sinceros, quantas boas partidas ele fez desde que chegou por aqui? Sim, ele tem talento, tem potencial, mas falta atitude. Isso não se compra.

O Alejandro Guerra está praticamente descartado. Não sei se o Zé Rafael pode jogar por ali ou se o Raphael Veiga tem maturidade para tal, mas a comissão técnica precisa ter uma alternativa para esta posição tão importante para qualquer time.

O Gustavo Scarpa, apesar de jogar como atacante, também pode jogar mais recuado e ajudar na armação.

Será que o Ricardo Goulart é o nome certo para ser o nosso meia? Para mim, ele deve jogar mais próximo da área, até porque os nossos homens de área são instáveis demais, mas isso é assunto para outro texto ou programa.

Vamos falar muito mais sobre o assunto no NAVE MÃE desta segunda-feira.

Abraço a todos!