Mas que cobertura deliciosa…

Olhando friamente, o jogo valia muito mais para eles que não disputam a Libertadores. Mas, clássico é clássico e uma vitória era muito importante também para tranquilizar o ambiente até a partida da próxima quarta-feira, contra o Jorge Wilstermann. Se fosse 1/2 x 0 já seria bom demais!

Mas não, foram três gols contra o rival, sendo dois golaços!!! O gol do Dudu, além da beleza, ele vale muito simbolicamente. É o segundo gol POR COBERTURA que o rival, que está virando freguês, leva no Allianz Parque. Ah sim, teve outro ainda, no Morumbi…rsrsrs

Eduardo Baptista optou por Fabiano na lateral-direita e colocou Keno no banco de reservas. A decisão parecia estranha, mas mostrou que Fabiano está recuperado e que Michel Bastos de fato jogaria MUITO contra o ex-clube.

Bem, se até o golaço de Dudu, o jogo parecia chato. Depois disso, o rival sentiu demais o fato de tomar mais um gol de cobertura e voltou completamente perdido para o segundo-tempo. Não que na primeira etapa eles tenham feito muita coisa!

Tchê Tchê voltou com tudo e marcou mais um golaço logo no início do segundo-tempo. Thiago Santos fez mais uma partida memorável e não deixou passar nada pelo seu setor. É incrível como muita gente ainda tem tanta raiva desse jogador!

Ah, ainda teve tempo para uma cabeçada do esquecido Egídio quase terminar dentro do gol e para que o Miguel Borja e o “liso” Keno entrassem para infernizar ainda mais a “defesa” são-paulina.

Por falar em raiva, o Eduardo Baptista parecia estar bem mais aliviado na entrevista coletiva. O treinador foi bem na escolha do time que foi a campo, acertou no “rodízio de atletas” que é algo necessário, porém difícil ser feito de forma acertada. Pelo menos até a próxima quarta-feira, ele vai ter sossego para trabalhar.

E o que dizer sobre o “pequeno gigante”? Dudu mais uma vez se mostrou como um jogador diferenciado, que tem técnica, garra e muita paciência com o árbitro que deixou o pau comer. Foi irritante, mas o nosso capitão soube lidar muito bem com a situação.

Agora é ficar tentando descobrir qual o time que a comissão técnica vai montar para enfrentar o Jorge Wilstermann e que a pegada seja a mesma! Deixem o pessoal trabalhar em paz e vamos comemorar muito ainda…

Abraço a todos!