Prosa Verde: Navegar é preciso, vencer é mais preciso ainda…

É, nobres palestrinos, agora o campeonato vai começar de fato, como diria o sábio Fabian Chacur. 19 rodadas enfadonhas, negócio de melhor campanha, mais gols marcados, vitórias sobre todos, goleadas, blá blá blá e o escambau ficaram para trás, acabou, passou… e quem dera que a péssima reta final do Palmeiras também morresse junto com a esdrúxula primeira fase do Paulistão… quem dera!

Enxergando o copo meio cheio…

Vamos tentar enxergar algo de positivo nesse mar de vexames e tropeços. O Palmeiras, dentre os oito classificados, é o único que tem melhor aproveitamento como visitante do que jogando “em seus domínios”, e onde disputaremos a vaga para as semifinais? Exato, fora de casa, mais precisamente em Campinas, contra o Guarani.

Guarani: sobra vontade e falta técnica

E por falar em Guarani, estive assistindo nos últimos dias a várias partidas dos quatro interioranos do G-8 e, acreditem, o Bugre campineiro me pareceu ser o adversário menos categorizado dentre todos, digamos assim, sendo um time que apela muito mais para a vontade, raça e garra do que para jogadas trabalhadas, esquemas táticos e etc.

Querer é poder sim!

Quer dizer então, Málaga, que ganharemos do Guarani com o pé nas costas, não é? E quem poderia fazer tal afirmação depois de apresentações bisonhas como as contra Paulista, Mirassol e Comercial? Entretanto, se o Campeão do Século XX jogar como até dois meses atrás, valorizando o passe, marcando certinho, encaixando o jogo, abastecendo o ataque, atuando com vontade, com espírito de luta e querendo ganhar, esse time do Guarani não é páreo. Não é mesmo. A questão é o “se”…

Domingos? Fumagalli? Só depende de nós…

Os destaques do alviverde de Campinas ficam por conta do cangaceiro Domingos (aquele mesmo), e Fumagalli, que perambulou por todos os times do País e nunca se firmou em canto nenhum.

No mais, é uma equipe limitada, com uma defesa instável e um ataque apenas regular. Ah, perguntam vocês, mas ganharam de nós dias atrás… eu respondo que ganharam muito mais pela inoperância do onze palmeirense do que por suas próprias qualidades, basta assistir novamente ao confronto e atestar que não jogamos.

A força que vem das arquibancadas

Ninguém aqui é doido ou sai por aí rasgando notas de cem reais pra apostar que o Palmeiras vai chegar no Brinco de Ouro e trucidar o Bugre sem dó nem piedade, porém temer o adversário é um pouco demais, não?

Tudo bem que a fase não é boa, Felipão tem aprontado, dizem que há ciuminho no elenco, o futebol apresentado é sofrível, mas não podemos baixar a guarda, o elenco tem vários dias para pensar e refletir sobre a importância do jogo, de um título, a importância de se vestir essa camisa tão gloriosa e tão mística como é nossa.

É apenas o Guarani e nada mais

Alô elenco palmeirense… alô Felipão, Murtosa e cia: chega de ‘mimimi’, aqui é Palmeiras, do outro lado não estará o Barcelona de Messi, o Real Madri de Cristiano Ronaldo ou a Holanda de 74 com Cruyff… estará o pequeno (que já foi aspirante a grande) Guarani, que bateu em nós porque deixamos, porque não quisemos brigar, mas agora tem que querer e muito, ou vão acumular mais esse vexame na conta de vocês?

Não querem ser cobrados pela torcida pois façam por onde!

Felipão quer mudança… que tal mudar também, “bigode”?

O sargentão bigodudo explicou ontem, em entrevista à ESPN Brasil, que pode repensar a formação tática da equipe, mudar o esquema e alterar algumas peças, inclusive podendo entrar com Fernandão, ex-Guarani, como titular ao lado de Barcos no ataque.

Felipão afirmou também que Luan implorou para ir a Campinas porque quer jogar e que Valdivia tem treinado com bola há dias. Scolari, mude o que for possível, o que achar que deve ser alterado, mas saia de Campinas devidamente classificado e preparado para enfrentar o rival fedorento na próxima fase.

Somos a torcida que canta e vibra… e nunca desiste!

O torcedor não pode abandonar o barco agora, afinal foram 13, 14 partidas bem jogadas, com belíssimas atuações, muitos gols marcados e uma esperança acesa de que esse Paulista pode ser nosso. Se jogaram aquilo tudo, porque não podem voltar a jogar?

Precisamos acreditar e incentivar, a cobrança deve existir e com força em caso de eliminação (toc, toc, toc), mas enquanto não soar o apito final é dever nosso acreditar, a nossa fé empurra o time, o nosso grito se faz ouvir, não há nada ganho, muito menos perdido, é hora de torcer e vibrar, como diz em nosso hino…

Fim do proseado de hoje, espero que estejamos todos juntos em uma só corrente, em um só pensamento. Scoppia che la Vittoria è nostra, carcamanos!

Abraço a todos

*******

A Federação Paulista de Futebol definiu hoje pela manhã os dias e horários das partidas válidas pelas quartas de final do Paulistão 2012. Os confrontos ficaram assim:

Sábado, 18h30
São Paulo x Bragantino (Morumbi)

Domingo, 16h
Corinthians x Ponte Preta (Pacaembu)
Santos x Mogi Mirim (Vila Belmiro)

Domingo, 18h30
Guarani x Palmeiras (Brinco de Ouro)

********

O lateral esquerdo Gerley foi emprestado ao Bahia até o final de 2012. O atleta chegou rodeado de expectativa para disputar vaga com o até então titular Gabriel Silva, mas o jovem, vindo do Caxias, não conseguiu repetir as atuações que lhe credenciaram como o melhor da posição no Gauchão em 2011 e acabou não se destacando no Verdão. A pergunta agora é: Será que vão atrás de outro jogador no mercado ou valorizarão os meninos da base?