Professor Dorival não é mais técnico do Palmeiras

Além do treinador, o gerente de futebol Omar Feitosa e o CEO Brunoro também foram demitidos na noite de hoje.

Paulo Nobre foi bem. Dorival foi uma decepção desde o início, ninguém apostava que pudesse ficar para a próxima temporada. Sua demissão foi um alívio.

O CEO Brunoro foi mais uma da série “síndrome da ex-namorada” que o torcedor palmeirense adora cair (a bola da vez é o CX10) e estava apenas esperando a sua demissão. Brunoro fez um ótimo trabalho durante a era Parmalat e vivia no imaginário palmeirense.

Já o Omar Feitosa foi uma aposta que não deu certo. No entanto, o Palmeiras não é um lugar para apostas.

Era exatamente isso que a torcida esperava, mas ainda é pouco. Vamos cobrar uma limpeza desse elenco e a expulsão as ratazanas (e até gambás) que infestam quase todos os departamentos do clube.

Abraço a todos!