Prêmio “A Vida dos Outros” 2010

Considerações e ironias referentes aos outros clubes que, para infelicidade deles, nunca conseguirão sequer chegar perto da Sociedade Esportiva Palmeiras.

******

Chegou a hora do prêmio A Vida dos Outros 2010 – 1
Já que todo mundo aproveita esta época para eleger os melhores do ano, A Vida dos Outros não dará murros em ponta de faca e seguirá o relator. Lógico que a nossa lista é dos piores, e tem de começar com aquele time presidido pelo impagável André Sanche, o adorável comedor de esses.

Afinal, transformar o centenário do seu clube em Sem Ter Nada, com direito a vexame na Liberta e no Paulista e terceiro lugar no Brasileirão quando tinha a taça nas mãos é mais do que poderiam esperar todos os que “adoram” aquela cambada. De quebra, contratar Tite Rei dos Empates para “garantir o título brasileiro” foi o toque de gênio. Parabéns!

******

Chegou a hora do prêmio A Vida dos Outros 2010 – 2
No quesito Vexame do Ano, a taça ficou com louvor nas mãos do Internacional. Afinal de contas, não é  qualquer clube que viaja com o narizinho empinado para as Arábias da vida e toma uma chacoalhada de um time do qual ninguém sabia rigorosamente nada antes desse mundial de clubes, o “todo poderoso” Mazembe, da República Democrática do Congo.

Dois a zero, fora o show de bola e as comemorações tresloucadas dos africanos. Para os torcedores hardys que pensam ser só o nosso Alviverde Imponente capaz dessas façanhas, eis a resposta contrária e contundente. Desgraça pouca é bobagem, não é mesmo, Celso Roth?

******

Chegou a hora do prêmio A Vida dos Outros 2010 – 3
No quesito Conjunto da Obra, quem faturou foi o Clube de Regatas Flamengo. Após a inesperada vitória no Brasileirão 2009, o “Curíntia que Deu Certo” pensou que iria arrebentar em 2010. Ledo engano.

Deu um vexame atrás do outro, e só não foi rebaixado no Brasileirão porque Vitória, Guarani, Goiás e Grêmio Imprudente estavam muito a fim das vagas.

De quebra, ainda contrataram o ultrapassado Vanderlei (ou Van Der Ley, ou Wanderley, ou Vam Piro Brasileiro, ou sei lá!) para tentar dar um jeito na bagunça. Mas justiça se faça: eles ao menos nos alegraram ao despachar a gambazada da Liberta, com direito a gol do Zé das Tranças e tudo. Nossa eterna gratidão!

******

Chegou a hora do prêmio A Vida dos Outros 2010 – 4
O setor Arrogância Que Dá Ânsia foi totalmente dominado pelas meninas de J. J. Whisky. Afinal, pelo quinto ano consecutivo quebraram a cara na Libertadores frente a um clube brasileiro, desta vez novamente o Inter (dirigido por Celso Roth!).

Além disso, deram vexame no Paulistão e no Brasileirão. Nem vaga para a Liberta as cidadãs conseguiram.

Rogério Cênico terá de encarar jogos pela Copa do Brasil, na qual seu timeco só dá vexame, e ainda achar bom. Dois anos sem ganhar nada. E tudo leva a crer que o terceiro virá em 2011… Ô, dó!

******

Chegou a hora do prêmio A Vida dos Outros 2010 – 5
E o último vencedor arrebentou na categoria Piloto de Fusca Tentando Guiar Uma Ferrari. Foi o glorioso Dunga.

Arrogante ao extremo, metido a besta e tentando provar que sabe mais do que todos juntos, ele mostrou que tem algo em comum com Emerson Leão: excelentes jogadores que viraram técnicos com muito nariz empinado e poucas realizações.

Após ganhar torneios insignificantes como Copa América e Copa das Confederações, foi para o mundial da África com um elenco ridículo pessimamente escolhido por ele e achando que iria fazer a festa. Tomou o que merecia da eterna vice Holanda e voltou para casa com as mãos abanando, abraçado com o Felipe Melo. Virou o Lazzaroni da nova era. Bem feito!

******

Semana que vem tem mais, se Deus quiser! Agradeço aos patéticos adversários, sempre me fornecendo boa munição, e aos freqüentadores de Mondo Palmeiras! E nunca se esqueçam: o bom-humor ajuda a evitar ataques cardíacos, derrames, tentativas de suicídio, etc…

Principalmente agora!