Pierre prestes a completar 100 jogos pelo Verdão

 

O jogo de amanhã, contra a Portuguesa, no Canindé, será de alegria para Pierre: o volante vai completar o jogo de número 100 com a camisa do Palmeiras. Amigo, ídolo da torcida, gente finíssima, e um grande jogador, um dos melhores volantes de nossa história.

“Não sei se sou ídolo. Mas sou grato dia a dia pelo carinho que eu recebo dos torcedores e pelas coisas que eu conquistei nesses dois anos de Palmeiras. Aqui é minha casa. Tenho prazer quando venho treinar na Academia ou quando entro para jogar no Palestra Itália”, disse, emocionado o volante, também chamado em Mondo Palmeiras como Pierre Seleção. 

Nem tudo foram flores na carreira dele, desde sua passagem pelo Ituano e Paraná Clube até chegar ao Verdão. “No início de 2007, quando cheguei, estava em fase de adaptação e sofria o preconceito de não ter atuado num clube grande. Também falavam que eu era da ‘patota’ do Caio Júnior [ex-treinador], pois foi ele quem me trouxe do Paraná. Tudo aquilo machucou bastante, mas eu sempre fui forte para superar os obstáculos.”, relembra ele.

A imprensa, e a cega CBF, pouco valorizam o futebol de Pierre, que para mim é um dos jogadores mais injustiçados da história do futebol brasileiro. Mas a torcida do Palmeiras o apoia incondicionalmente, grita o seu nome nos jogos, e tem muito orgulho contar com ele em seu elenco.

Confira no vídeo acima, gravado no final do ano passado, Pierre falando sobre sua expectativa para a Libertadores.