Para Luxemburgo, faltou “malandragem”

“Eu só peço a Deus, um pouco de malandragem”. A música era do Cazuza, mas fez sucesso com a Cássia Eller. Neste sábado, o professor Luxemburgo apontou justamente a falta de malícia do elenco para manter a bola no ataque.

Segundo o treinador, foi essa falta de malandragem e não a falha do Weverton que possibilitou ao Bahia empatar a partida nos acréscimos. 

“Depois do gol, faltou segurar um pouquinho mais a bola na frente. Tivemos a chance de fazer o segundo gol, mas faltou ser mais malandro. Malandro entre aspas.”, disse o técnico palmeirense após o final da partida. 

Acredito que faltou futebol, categoria e também houve uma falha do Weverton. Com esse futebolzinho será difícil ser campeão de qualquer coisa. 

O time pode dar a volta por cima nesta quarta-feira, contra o Internacional, no Allianz Parque. O clube gaúcho é hoje o líder do Campeonato Brasileiro. 

Abraço a todos!