Palmeiras vira marcador após um ano e quatro meses!

Para quem gosta de drama, a partida entre Goiás e Palmeiras, realizada na noite deste sábado (7) no estádio Serra Dourada, em Goiânia, teve elementos de sobra nessa direção. Gols perdidos, um tento de longa distância inesperado, um apavorante choque entre jogadores, Verdão com um a menos em campo com 10 minutos de partida e, no último segundo, o gol da vitória. Uma virada, após um ano e quatro meses. Palmeiras 2 x 1 Goiás, e o Verdão volta a vencer no Brasileirão 2019, assumindo a 3ª posição no torneio. Ufa!

A parte inicial da partida que marcou a estreia de Mano Menezes como treinador do Palmeiras lembrou um pouco performances recentes do time. Um bom início, criando oportunidades de marcar, mas com finalizações fracas. E aí, aos 19 minutos, Rafael Vaz arriscou um chute da intermediária e se deu bem, com uma pequena colaboração de Jailson, que jogou na vaga de Weverton e estava um pouco adiantado.

Como também vinha sendo habitual, os jogadores sentiram o golpe. Mesmo assim, o empate poderia ter vindo em lance no qual Luan ficou cara a cara com Tadeu, mas um misto de boa defesa do goleiro do Goiás e um arremate não muito bem concatenado impediram isso.  Ou aos 43 minutos, quando Luiz Adriano marcou, mas o juiz anulou, alegando um discutível empurrão do atacante alviverde no jogador adversário.

 

O jogo começou a tomar ares dramáticos logo no seu início, quando o goleiro Tadeu saiu do gol e se chocou com Zé Rafael. Ambos acabaram sendo substituídos, após alguns momentos de pura tensão, pois o atleta da equipe goiana ficou desacordado. Aos 13 minutos, Willian no Verdão e Marcos no adversário assumiram as respectivas vagas. Aos 24 minutos, por pouco não empatamos, com a zaga adversária salvando quase em cima da linha.

Com o jogo no melhor estilo ataque contra defesa, ironicamente o Palmeiras empatou em um contra-ataque no qual Gustavo Scarpa colocou Willian na cara do gol, com o atacante não vacilando e marcando o seu primeiro gol após os longos meses que ficou se recuperando de contusão. Escolheu uma bela hora, heim?

O Verdão se mantinha pressionando, mas em uma rara tentativa do Goiás, Lucas Lima, aos 45 minutos, tomou o segundo amarelo e foi expulso de campo. Ainda teríamos mais 10 minutos de bola rolando. O time da casa se animou, veio para cima e quase marca aos 51 minutos em bela cobrança de falta de Renatinho, mas coube a Jailson se redimir e fazer bela defesa, com a bola ainda batendo na trave e saindo.

Na base do ou tudo ou nada, o Palmeiras ainda tentou pressionar em busca da vitória. Aos 53 minutos, William tenta, mas a bola sai para fora. E aos 55 minutos, quando tudo parecia encaminhar a partida para um empate, cobrança de lateral na área goiana foi rebatida e Gustavo Scarpa conseguiu aproveitar, mandando a bola no cantinho. Foram um ano e quatro meses sem uma virada, e Mano Menezes ganha esse presente, assim como os torcedores. Nem o VAR conseguiu nos tirar essa emoção.

AS NOTAS DOS JOGADORES DO PALMEIRAS

– Jailson- 7,0- Se teve uma certa culpa no gol que sofreu, salvou outro milagrosamente já nos descontos, quando o placar ainda estava empatado.

-Marcos Rocha- 6,0- Não foi brilhante, mas lutou bastante.

-Luan- 6,0- Perdeu um gol feito, mas fez uma partida de mediana para boa.

Victor Hugo- 6,0- Discreto, quase marca um gol de cabeça.

Diogo Barbosa- 5,0- Muito participativo, mas abusou nos erros de passe e de cruzamentos.

-Bruno Henrique- 6,0- Jogou como primeiro volante e não brilhou muito, embora tenha suado a camisa.

Ramirez- 5,0- Um pouquinho melhor do que em partidas anteriores, mas ainda bem abaixo do que sabe. Saiu aos 17 minutos do segundo tempo para a entrada de Lucas Lima-4,0, que deu uma revigorada no meio-campo alviverde, mas sofreu uma expulsão besta que quase nos custou a vitória.

Gustavo Scarpa- 7,5- Ainda longe do Scarpa do primeiro semestre, mas decisivo ao dar a assistência para o primeiro gol e ao marcar o gol da vitória.

Zé Rafael- 5,5- Correu bastante, mas errou passes e não conseguiu completar bem as jogadas. Saiu contundido aos 13 minutos para a entrada de William-7,0, que marcou o gol de empate e se mostrou mais ativo.

Dudu- 7,0- Irregular no primeiro tempo, melhorou bastante na segunda metade da segunda etapa.

Luiz Adriano- 6,5- Marcou um gol aparentemente mal anulado e se mexeu bastante. Saiu aos 26 minutos do segundo tempo para a entrada de Borja-4,5, que não jogava há um tempão e mostrou-se sem tempo de bola.