Palmeiras vence São Paulo de virada na Allianz Parque

Em clássico que pegou fogo na etapa final, o Palmeiras conseguiu uma virada sobre o São Paulo na noite desta quarta-feira (7) na Allianz Parque perante 39.940 torcedores. O resultado de 2 a 1 a nosso favor manteve o Verdão na liderança do Brasileirão 2016, três pontos à frente do Flamengo. As únicas notícias ruins: Jean e Yerry Mina tomaram o 3º amarelo e estão fora do próximo jogo.

Bastante pressionado pela sucessão de maus resultados, o São Paulo veio a campo fechadinho, apostando em muita marcação e em eventuais contra-ataques, embora sem grande imaginação. O Palmeiras, no entanto, não soube se aproveitar desse clima negativo do adversário, jogando de forma morna.

A primeira metade da etapa inicial mostrou o time da casa tocando a bola e tendo penetrar na defesa adversária, enquanto este não conseguia nada além de bicões para longe e nada de atacar. Dudu tentou aos 14 minutos e Rafael Marques aos 16 minutos, mas ambos arrematando mal, embora o segundo chute a gol tenha ao menos rendido um escanteio.

O São Paulo chegou aos 31 minutos em falha da defesa do Palmeiras, mas Chavez vacilou e finalizou muito mal. Dudu fez ótimo lançamento aos 37 minutos e Allione finalizou para boa defesa de Denis. O mesmo Allione desviou para fora aos 43 minutos um bom cruzamento de Tchê Tchê. O time de Ricardo Gomes ainda teria duas bolas paradas bem perigosas, aos 48 e 50 minutos, mas felizmente não soube aproveitar.

A etapa final não poderia ter se iniciado pior para o Verdão. Kelvin (aquele) fez bela jogada pelo lado direito da defesa alviverde e cruzou para Chavez, livre, abrir ao marcador logo a 2 minutos de partida. A coisa poderia ter piorado ainda mais aos 8 minutos, com Maicon batendo falta frontal que passou perto.

Com a entrada de Gabriel Jesus na vaga de Allione, o time de Cuca logo pareceu entrar nos eixos, e o empate veio aos 10 minutos, com Yerry Mina cabeceando com força bola oriunda de uma cobrança de falta muito bem feita por Jean. Zé Roberto poderia ter desempatado logo aos 13 minutos, mas chutou para fora um bom cruzamento de Gabriel Jesus.

A pressão se manteve aos 20 minutos, quando Gabriel Jesus chutou fraco e facilitou a vida de Denis, após belo passe de Rafael Marques. Aos 22 minutos, foi a vez de João Schmidt levar perigo à meta alviverde, em bola que acabou gerando o primeiro escanteio a favor da equipe tricolor.

Aí, a eficiência do nosso jogo aéreo se mostrou decisiva para o Verdão. Em bela cobrança de escanteio de Dudu, Vitor Hugo cabeceou com precisão e colocou o seu time na frente do marcador, aos 25 minutos. O São Paulo ficou perto do empate aos 30 minutos em bom contra-ataque, mas João Schmidt finalizou mal.

Gabriel Jesus continuou infernizando a zaga são paulina aos 33 minutos, com Denis colocando a bola para escanteio de forma providencial. Jailson só teria de fazer mais uma defesa, aos 42 minutos, em fraca cabeçada de Lyanco. E, dessa forma, o Palmeiras mais uma vez supera o São Paulo, em mais uma vitória contra o tradicional rival na Allianz Parque.

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Jailson7,0– Partida segura, sem culpa no gol que tomou.

Jean7,0– A regularidade de sempre e uma bela assistência para o gol de Yerry Mina. Fará falta no próximo jogo, contra o Grêmio, pois tomou o 3º amarelo.

Yerry Mina7,5– Ótima partida na zaga e mais um gol providencial. Outro que fará falta no jogo contra o Grêmio, por ter tomado o 3º amarelo.

Vitor Hugo7,5– Muito regular na defesa e o gol da vitória, mais um do nosso zagueiro artilheiro.

Zé Roberto7,0– Muito ativo durante toda a partida, com a seriedade habitual.

Gabriel6,0– Ainda está sem ritmo de jogo, mas esbanjou vontade. Saiu aos 43 minutos, dando o lugar para Cleiton Xavier-sem nota, que não teve tempo para fazer coisa alguma.

Tchê Tchê6,5– Partida regular do nosso motorzinho alviverde.

Moisés6,0-Jogou abaixo do que pode, mais uma vez em função de uma contusão. Saiu aos 35 minutos substituído por Thiago Santos-6,0, que soube ajudar o time a garantir o ótimo resultado.

Allione5,0– Até se esforçou, mas não esteve em partida muito inspirada. Saiu aos 8 minutos do segundo tempo substituído por Gabriel Jesus-7,5, que infernizou a zaga são paulina e nem parecia ter jogado na noite anterior, de tanto que correu e se esforçou.

Dudu7,5– Bela assistência para o segundo gol e sempre tentando abrir a defesa adversária.

Rafael Marques6,5– Muita garra tanto no ataque como no auxílio à defesa, prova ser um jogador de grupo dos mais úteis.