Palmeiras vence Red Bull em amistoso na Allianz Parque

Em amistoso bastante movimentado e com direito a muitos testes por parte dos dois treinadores, o Palmeiras venceu o Red Bull Brasil pelo placar de 3 a 2 na noite deste domingo (25). O aniversário foi da cidade de São Paulo, mas quem recebeu o presente foi o torcedor alviverde

O Palmeiras veio a campo com a mesma escalação da partida contra o Shandong Luneng, ou seja: Fernando Prass, Lucas, Vitor Hugo, Tobio e Zé Roberto; Amaral, Gabriel, Mendieta e Allione; Maikon Leite e Leandro Pereira. Logo aos 10 minutos, Allione levou perigo em chute que acertou a trave.

Com dores nas costas, o volante Amaral saiu logo aos 15 minutos, dando lugar a Renato. A partida mostrava bastante dedicação à marcação das duas equipes, com o Red Bull apresentando boa organização e domínio de bola. Prass fez boa defesa aos 13 minutos, em arremate de Jocinei.

A pressão alviverde se intensificou entre os 19 e os 23 minutos, com oportunidades com Leandro Pereira de cabeça, Mendieta de fora da área e Maikon Leite (surpreendentemente bem na partida) em cruzamento desviado pelo goleiro Juninho. Andrade acertou bom chute aos 29 minutos, para fora.

Vitor Hugo quase fez aos 36 minutos, cabeceando bola oriunda de escanteio. Mas aos 37 minutos não teve fumaça. Maikon Leite cruzou com força, Juninho espalmou e Allione, oportunista, mandou para o fundo das redes adversárias e fez seu primeiro gol com o manto sagrado alviverde.

Gustavo Scarpa exigiu outra boa defesa de Fernando Prass aos 41 minutos, em chute desviado para escanteio pelo goleiro do Verdão. Por sua vez, Leandro Pereira cabeceou outra bola para fora, assustando o adversário.

Para a segunda etapa, o Verdão voltou com uma escalação totalmente diferente: Fernando Prass, Ayrton, Victor Ramos, Jackson e João Paulo; Renato, Robinho, Alan Patrick e Ryder; Dudu e Cristaldo. E Dudu mostrou a que veio, colocando Cristaldo na cara do gol várias vezes em pouco tempo.

Na terceira delas, aos 8 minutos, o atacante argentino não vacilou, e ampliou o placar a favor do Palmeiras. Pena que logo aos 10 minutos o adversário, ainda mantendo boa parte do time do primeiro tempo, veio e fez seu primeiro gol, com Lulinha aproveitando bom passe de Gustavo Scarpa.

Animado, o Red Bull mandou uma bola na trave aos 24 minutos com Marcelo, enquanto Robinho fez gol legítimo aos 25 minutos, mal anulado. Aos 27 minutos, Ryder saiu, dando lugar a Victor Luis, enquanto Fernando Prass deixou o campo aos 29 minutos, substituído por Jailson.

O novo goleiro entrou e já comemorou um gol. Aos 30 minutos, o estreante Alan Patrick recebeu bom passe, fez ótima jogada e guardou a bola no fundo das redes do Red Bull, esbanjando categoria. Ele quase faz outro aos 37 minutos, ao receber assistência do elétrico Dudu, mas o goleiro espalmou.

Aos 43 minutos, o Red Bull conseguiu diminuir a diferença contra si com gol de cabeça de Anderson Martins de cabeça, após cobrança de escanteio. E Wellington ainda entrou aos 44 minutos na vaga de Victor Ramos, mas a partida manteve o placar de 3 a 2, com mais de 20 mil pagantes presentes ao Allianz Parque. Esse time promete…