Palmeiras vence o Vitória na Allianz Parque

Uma das grandes virtudes do futebol enquanto esporte é a imprevisibilidade. Quem viu a partida realizada na manhã deste domingo (16) na Allianz Parque sabe que o placar de 4 a 2 a favor do Palmeiras contra o Vitória, pelo Brasileirão 2017, foi bastante enganoso, por tudo o que ocorreu durante os 90 minutos. No entanto, vencer era preciso, e os três pontos são nossos.

Logo a 16 segundos de partida, quase o Verdão abre o marcador, com passe de Dudu para Guerra, que acabou mandando para fora. A seguir, o time da casa dominava as ações, mas sem conseguir entrar na defesa do Vitória. E aos 9 minutos, em erro de passe de Felipe Melo, Neilson lança Willian Correia, que recebe e chuta forte. Primeiro chute do seu time a gol, e primeiro tento.

Atrás no marcador, o Palmeiras fez aquilo que tem feito nas últimas partidas, ou seja, jogando a bola na área, sem grande inspiração ou criatividade. Aos 15 minutos, Mayke arrisca um chute, a bola desvia e vai para fora. Aos 23 minutos, Edu Dracena cabeceia para fora, após cruzamento de Egídio.

Aí, quando a partida parecia muito complicada para o time de Cuca, o zagueiro Wallace segura Mina na área, aos 34 minutos. Pênalti, que Róger Guedes cobrou com categoria e conseguiu o empate. O jogo se manteve do mesmo jeito, até que Guerra mostrou disposição, ganhou uma bola quase perdida e Dudu veio para finalizar e virar o marcador para o Verdão, já aos 45 minutos.

Com o placar a seu favor, o Palmeiras voltou com os mesmos erros do primeiro, embora tenha criado boas oportunidades com Willian aos 8 e 11 minutos. Aos 15 minutos, Neilson quase marca, após falha terrível de Mina que André Lima aproveitou e cruzou para o colega mandar para fora.

Em blitz do Vitória que chegou a assustar a torcida, Cleiton Xavier bateu escanteio e obrigou Fernando Prass a fazer boa defesa. Aos 20 minutos, o maior susto, com Wallace cabeceando e a bola atingindo a trave alviverde, após cobrança de escanteio. O empate parecia iminente.

Reagindo, o Verdão quase marca, em bela cobrança de falta de Egídio que o goleiro adversário pôs para escanteio. Aos 25 minutos, enfim o alívio: Mayke aproveita rebote de bola que bateu na trave e marcou o terceiro tento alviverde, para alegria dos mais de 36 mil torcedores presentes ao estádio palmeirense.

Aos 31 minutos, Dudu recebe bela assistência de Michel Bastos e marca o seu segundo gol na partida, e o quarto do Palmeiras, liquidando a partida. Aos 39 minutos, David ainda descontaria para o Vitória, mas não dava tempo para mais nada, sendo que Borja quase guarda o seu, aos 41 minutos.

As notas dos jogadores do Palmeiras:

Fernando Prass6,0– Duas boas defesas, e não teve culpa nos gols que tomou.

Mayke6,5– Mais uma vez irregular, mas merece nota maior por causa do gol que fez, e que ajudou o time a finalmente definir o marcador da partida.

Yerry Mina5,0– Muito irregular, cometeu uma falha terrível que quase possibilita o empate do Vitória.

Edu Dracena6,0– Não brilhou, mas foi melhor do que seu colega de zaga.

Egídio5,0– Quase faz um golaço cobrando falta, mas tomou um chapéu no lance do segundo gol do Vitória. Ou seja, irregular como de praxe.

Felipe Melo4,0– Absolutamente fora de jogo, errou o passe que gerou o primeiro gol do adversário, além de fraco na marcação. Saiu aos 30 minutos do segundo tempo substituído por Zé Roberto-5,0, que ao menos ajudou o time a se tranquilizar e definir o marcador a seu favor.

Tchê Tchê5,0– Mais uma partida abaixo do Tchê Tchê 2016. Bem abaixo…

Guerra6,5– Foi decisivo no gol da virada, no primeiro tempo, embora sem brilhar o tempo todo. Saiu aos 22 minutos do segundo tempo, dando lugar a Michel Bastos-7,0, que entrou muito bem na partida, com direito a belas assistências, uma delas gerando um gol, por sinal.

Dudu8,0– Marcou dois gols e se mostrou decisivo na vitória alviverde. Saiu aos 33 minutos do segundo tempo substituído por Borja-sem nota, que entrou com a partida já devidamente decidida.

Róger Guedes7,0– Fez o gol de pênalti que mudou a feição da partida e teve muita garra durante toda a partia.

Willian5,5– Uma partida discreta do atacante do Verdão.